i iNDA TEM FRANCÊS Qi DiZ Qi A GENTi NUM SEMO SERO

@ PFL APANHA, TONTEIA E NÃO SABE ONDE ESTÁ. Na briga contra CPMF, o único partido que fechou voto contrário foi o DEM (PFL). Lula, que enxerga para além das representações, chama-os de PFL. Está sendo gentil, poderia chamar de ARENA (Aliança Renovadora Nacional, partido da ditadura que deu origem ao PFL) que não estaria equivocado. Quando afirma que o partido dos (não)-democratas “não têm perspectiva de poder”, Lula pode até estar se referindo à questão eleitoral, já que lembra que os DEMos só elegeram um governador, o do DF, que é favorável à renovação da CPMF. Mas mirou em um e acertou dois, já que o partido dos democratas, surgido do contexto da ditadura militar, e que abrigou os colaboradores do regime, carreiristas e delatores, não pode jamais entender que o poder só se faz na comunalidade, pelo diálogo e razão. Coisa que eles demonstram diariamente não possuir, sem esforço algum. E se considerarmos que Lula começou a ‘tocar’ a inépcia DEMista quando afirmou que somente os sonegadores e o PFL-DEM não querem a CPMF, aí é que acertou mesmo. Dois a zeros para o povo contra os filhotes da repressão. I inda tem françeis…

@ ‘SI’ ENCERRA CAMPANHA NA VENEZUELA. Mas na imprensa nativa sequelada você só viu o ‘No’ tomando conta das avenidas. Ontem, sexta-feira, foi a vez dos partidários do ‘SI’ ocuparem as avenidas Bolivar, Lecuna, Fuerzas Armadas y Universidad, em Caracas, na última manifestação antes do referendo deste domingo. A maior parte das pesquisas indica a vitória do NO, e apenas a dos Consultores 30.11 apostam no SI, sendo que estes últimos acertaram o resultados das eleições passadas. O maior risco é o de um alto número de abstenções. Caso isto ocorra, o resultado, se for o SI, poderá ser constestado pela direita. Portanto, uma campanha para que as pessoas votem e não se omitam é tão necessária quanto simplesmente votar pelo SI. DEMos, PSDBestas e outras agremiações do coleguismo pseudo-elitista estão à postos para questionar a legitimidade do pleito tão logo o SI comece a vencer, se isto ocorrer. Se bem que outro mandato para Chávez seria um alento para eles: poderiam mais facilmente manter o factóide do terceiro mandato, criado e mantido por eles e a imprensa sequelada. I inda tem françeis…

@ A ESQUERDA NA AUSTRÁLIA NEM ASSUMIU AINDA, mas já mostra a que veio. Primeiríssima ação anunciada: retirar as tropas do país que estão no Iraque, a mando do ex-premier John Howard, que ficou tão desorientado com a derrota de seu partido, que não sabia nem se tinha sido eleito para uma das cadeiras do parlamento. Após o anúncio do fim da participação australiana no massacre estadunidense, o novo primeiro-ministro, Kevin Ruud, anunciou como ministro do meio ambiente o roqueiro Peter Garrett, ambientalista e ex-vocalista da banda Midnight Oil. O roqueiro careca promete virar o jogo da política ambiental do país, já que é a favor do protocolo de Kioto, por exemplo, que o governo anterior não aderiu por estar alinhado aos EUA. Mais um aliado dos Bushes dançou. E ao som do velho rock n roll. I inda tem françeis…

@ A BOLÍVIA DE EVO RESISTE AOS ATENTADOS À DEMOCRACIA perpretados pela falsa elite invejosa, cansada, que predomina enquanto maioria (não numericamente, mas pelos códigos que caracterizam e asseguram a dominação) em toda a América Latina, que continuam a mesma que derrubou Allende no Chile em 1975. (Por acaso as ditaduras militares se impuseram apenas pela truculência física? Claro que havia um aparato ideológico). Atualmente, é a mesma subjetivação dura de direita que tenta desestabilizar Lula no Brasil, Chávez na Venezuela, Bachelet no Chile, Rafael Corrêa no Equador, Cristina na Argentina e Evo Morales na Bolívia. I inda tem françeis…

          Vamos que vamos

                       Que quem não foi partiu

                                          E quem partiu

                                                      Não chegará…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.