GOVERNO FEDERAL ATUANTE CONTRA USO ELEITOREIRO DO BOLSA FAMÍLIA

E atenção, atenção, leitor intempestivo! Principalmente aqueles que são beneficiados com o Bolsa Família, programa federal que é muito mais que um mero transferidor de renda, mas possibilita a mobilidade das pessoas nos estratos sociais.

Algumas prefeituras do Brasil estão usando o cadastro de beneficiários de forma a tentar também se beneficiar. Eleitoralmente, é claro. A informação é do Ministro Patrus Ananias, do MDS.

O Ministro foi até o TSE para informar que foram detectadas iniciativas pontuais, em algumas cidades do Brasil, que procuram usar o cadastro de beneficiários do Bolsa Família para algum tipo de compensação adicional irregular, ameaça ou mesmo para enviar correspondência eleitoreira.

Nós estamos atentos tanto à questão das eventuais fraudes, pagamentos indevidos, como estamos também atentos ao cadastro, para que ele seja respeitado e as pessoas tenham total liberdade de fazer as suas escolhas eleitorais”, afirmou o ministro, em visita ao Tribunal Superior Eleitoral. O ministério elaborou ainda um manual com os cuidados que os gestores municipais devem ter com inclusões e manutenções do benefício em período eleitoral. Os benefícios concedidos no período, e que apresentarem suspeita de irregularidade, serão suspensos.

Não sabemos se Manaus está entre as cidades onde foi detectada irregularidade. No entanto, o eleitor deve tomar cuidado redobrado ao receber visita de algum cadastrador do programa ou assistente social.

Somente a prefeitura pode realizar o cadastro, mediante avaliação e visita domiciliar à família. Este bloguinho soube de pelo menos um caso em que candidatos ou cabos eleitorais se apresentaram como assistentes sociais no bairro União da Vitória, “encaminhando” usuários para cadastro no benefício federal em pleno sábado. Os cadastros, é claro, não puderam ser efetivados.

Independente da procedência do profissional que realizar a visita domiciliar, é importante para o eleitor saber que o Bolsa Família é um direito do cidadão, e não pode ser usado como moeda de troca eleitoral, seja por candidatos oportunistas ou pela própria prefeitura.

E quem já é beneficiário, não se preocupe. Caso desconfie da prefeitura de sua cidade, há uma linha telefônica direta com o Ministério, onde se podem tirar dúvidas, dar sugestões e denunciar irregularidades. Elogios também são aceitos.

Olho aberto, eleitor intempestivo! O governo federal faz a parte dele, e você faz a sua na construção da linha intensiva democrática.

INFORMAÇÕES BOLSA-FAMÍLIA

Federal: 0800 707 2003

Municipal (Manaus): (92) 3635-4964

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.