COLUNA VERTEBRAL

Se a Vertebral não analisou nada se realizou

# Meninas e meninos, a segundona TDPM – Transtorno Disfórico Pré Menstrual começa borbulhando de borbulhança! Mais de um milhão e duzentas pessoas na décima segunda Parada GLST (Gays Lésbicas, Simpatizantes e Transgêneros) do Rio de Janeiro, promovida pela ONG Grupo Arco-Íris, conscientização do homossexualismo. Uma locura em Copa! Grandes transações para além da alienação, como querem os reacionários. A expressão política confluente com múltiplas tendências existenciais. A sensualização e a cognição socializada. Foi-se o tempo do: “Lá vem as bichas! Olha as bichas loucas! Que vergonha!”. Vergonha não existe mais. Os que proferiam a vergonha se desavergonharam e entraram de corpo e alma no cordão e agora são felizes. Que chuchu! A Clío mandou foto via inter junto com o maridão. Que amores! Fez a Greta se morder de inveja. Para deixar de ser avarenta. Não quis gastar dinheiro para ir, agora morde e assopra, queridinha. Parada é como carnaval: é só uma vez ao ano. Mas ela jura que não vai perder a nossa, que será no fim do mês. Ui!ui!ui!, vovozinha! Mas é claro que ela vai. Ela quer azucrinar parlamentares que vão dar o ar de suas presenças imaginando a próxima eleição, e perguntar aos ‘rebeldes sensuais’, “E aí, tá simpatizando mesmo ou corre perigo?”. É sempre assim: as Paradas são grandes vitrines para nego aparecer sem ser a personagem principal, só para faturar. Mas os GLST estão escolados e não são mais usados. Sabem de suas importâncias em uma sociedade democrática, onde a discriminação é confirmação de uma posição fascista. Lá em Copacabana quem fez a abertura foi o governador Sérgio Cabral, fazia parte do rito. Alguns parlamentares participaram, fazia parte do pensamento dos paradistas. Estou envertebralizada! Valeu, meus amores!

# O Papa Bento está otimista quanto à paz mundial e concordância entre os homens. Ele afirmou que o egoísmo e o orgulho são a lepra da discórdia entre os homens. Analisando o enunciado político do Papa, percebemos o seu otimismo. Da sua analogia do egoísmo e orgulho com a lepra, inferimos que; como a lepra tem cura, o egoísmo e o orgulho, como causa das guerras, podem ser curados e a paz prevalecer. Logo, se o Papá tivesse feito uma analogia com uma doença incurável, aí adeus à esperança da paz entre os homens. Esta Vertebral também concorda com o Papa quanto à paz. Só não concorda que o egoísmo e o orgulho sejam lepra. A lepra é mais fácil de ser curada do que as duas principais patologias do sistema capitalista.

# Encontramos a Filó morta de feliz. Motivo: descobriu que o carteiro que entrega correspondências em sua casa é estudante de filosofia. A glória total para ela. Agora, além de esperar as correspondências, espera o carteiro filósofo para engrenar um bom papo filosófico. A Filó tem doutorado em Educação, mas o barato dela é filosofia. Acredito ter alguma influência do nome: Filó. O certo é que ela está feliz filosoficamente. Diz que um carteiro carrega elementos filosofantes em sua profissão. Para tal afirmação, usa o filósofo alemão Heidegger, que diz ser o filosofar um caminhar o caminho. E o carteiro faz percursos, mesmo que haja endereços a serem encontrados. E diz mais: o carteiro é também spinozista. Está sempre em contínuos encontros. Ora com afetos alegres, ora com afetos tristes. E em seu caso só contam os encontros alegres para aumentar seu existir. E mais do mais. O carteiro tem uma grande compreensão política sobre a condição do trabalhador. E ela, que não gosta destas questões grevistas… É o bicho! Filosofa, Filó!

# Minina, é fogo, mas essa Folha de São Paulo não aprende mesmo, pois não está lá a manchete hoje que “Professor de SP ganha 39% menos que do Acre”. Ela não está querendo dizer que o salário dos professores no Acre é bom, não. É pura discriminação mesmo. Leia-se: nenhum profissional do Acre pode ter salário superior ao de São Paulo. Acho que é por isso que a direitona cansada fica tão desesperada com a estabilidade do presidente Lula nas pesquisas, ainda mais que deu empate entre Ciro Gomes e os tucanados nas intenções de voto de possíveis presidenciáveis. E isso com a seqüelada mídia sendo desfavorável a Ciro, que já sofreu com seus ataques e hoje é dos poucos políticos brasileiros que tece críticas abertamente a ela. E eu, que também sou política, não deixo passar sem analisar os absurdos da seqüelada.

Hoje eu quero Rock

E não bolero

E para acabar com o lero,lero

Fica com a Rilza

E eu com o Homero.

Beijos e Abraços Vertebrais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.