“Bandinha do Outro Lado”

Não se sabe exatamente quando começou o Carnaval. Sabe-se que ele teve origem em uma festa que os filhos da Ática, região da Grécia Antiga, faziam na época da colheita como oferenda ao deus grego Dionísio, o Desmedido. No Brasil, o carnaval advém do “Entrudo”, festa de meados do séc. XIX na qual os negros, mulatos e brancos pobres brincavam de uma forma considerada descabida para a aristocracia da época, mas que era uma manifestação da liberdade-entendimento-criação do povo. Por isso a elite sempre buscou, através dos “cordões de isolamento” uma forma de controlar o Carnaval; exemplo disso são a fabricação de sambódromos e bandas e blocos oficiais querendo-se irreverentes, mas sem criatividade, sempre acabando na 4ª feira de cinzas. O verdadeiro Carnaval, enquanto invenção de si não se controla nem se acaba. Para a Associação Filosofia Itinerante Carnaval e Criança sempre estão próximos, por levarem em conta o riso liberador, o brincar como construção do novo, a folia do existir comunitário.

Por isso a AFIN convida a criançada para a realização da

Bandinha do Outro Lado,

o Carnaval-Criança, explosão das potências do corpo e da alegria da alma, que ocorrerá

neste domingo,

03 de fevereiro,

a rua Rio Jaú, n° 43,

Novo AleixoManaus

às 16h (ou 4 da tarde)

até a vontade de brincar nunca se acabe…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.