SENTIMENTALIDADE IMPEDE COLETA DE ASSINATURAS PARA A CPI DAS ESCOLAS ESCOLADAS DA SEMED

Em contato com o vereador Waldemir José hoje, este Bloguinho apurou que seu colega, vereador Paulo D’Carli, uma semana após a descoberta das escolas escoladas da SEMED, propôs uma CPI, que não foi aceita por Waldemir e José Ricardo, por acharem que se trata de marketing, pois a oposição de D’Carli não é oposição. Lembrou ainda da CPI dos Transportes, que foi abortada pela CMM.

Os vereadores falaram hoje com o secretário da SEMED, Cyrino, quando Wal chamou o secretário à sua responsabilidade enquanto professor, lembrou do tempo em que militavam juntos, para que estas denúncias sejam apuradas com rigor. Cyrino afirmou não se sentir acusado, e se comprometeu a ajudar a comissão. Ficou marcado para quinta-feira a entrega da documentação para a comissão, da qual faz parte Wal, sendo que Wal afirmou acreditar na idoneidade da comissão. Já foi acionado o Ministério Público para que acompanhe o caso, e que o intuito é punir os culpados e criar leis para que este tipo de problema seja evitado posteriormente. Todos os resultados da investigação serão tornados públicos.

A PUBLICAÇÃO DO IMPUBLICÁVEL

Serão os resultados da investigação aquilo que a população já sabe ocorrer há infindáveis décadas em Manaus e no estado do Amazonas, que as fiscalizações das obras públicas são ineficientes e cheias de suspeitas? O caso da tumultuada construção da Esc. Mul Emanuel Rebelo da Cunha, que fica no Ramal do Brasileirinho, citado aqui na semana passada, é um exemplo de como se dão as construções dessas obras. Segundo consta na comunidade, houve desde diversas paralisações nas obras até desvio de material. As próprias colunas tiveram de ser retiradas e acrescentado ferro a elas, pois teria havido troca do ferro apropriado por outro mais fino por um funcionário da construtora da obra. Também consta que, pela ineficiência da fiscalização oficial da SEMOSBH, o próprio diretor da escola era obrigado a tomar o papel de fiscal da obra, e que diversas vezes o mesmo denunciou problemas na construção na Coordenação de Obras da SEMED, na SEMOSBH, no Distrito Rural e até no gabinete do Secretário de Educação, Cyrino Jr. O impublicável, porque violenta o público, a comunidade, será finalmente publicado?

1 thought on “SENTIMENTALIDADE IMPEDE COLETA DE ASSINATURAS PARA A CPI DAS ESCOLAS ESCOLADAS DA SEMED

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.