ANO NOVO, TORNEIRA VAZIA NA ZONA SUL DE MANAUS

Desde há cinco dias, tem faltado água intermitentemente nos bairros Betânia, São Lázaro, Morro da Liberdade, Santa Luzia, Educandos, Colônia Oliveira Machado. Quando vem, é apenas por algumas poucas horas, insuficiente para impedir que o trabalhador falte no seu emprego, que a dona-de-casa lave as verduras, legumes e frutas para o consumo, que a criança brinque na rua, que o comerciante mantenha a higiene do seu local de trabalho, que se lave a roupa, que se viva dignamente, enfim.

Neste dia de hoje, completam-se dois dias inteiros em que a água não aparece, senão vinda do céu, como chuva.

Ironia de Deus: zil vezes invocado, louvado, celebrado nos discursos dos políticos responsáveis pela falta d’água em Manaus, responsabilizado injustamente por estes governantes e pela mídia quando a cidade – por falta de planejamento urbano – alaga, quando a casa levantada nos barrancos é levada pela enxurrada (“É a natureza, a chuva castigando a região.”), é justamente a chuva, tradicionalmente atribuída ao guardião das chaves do céu, São Pedro, que corre para suprir a necessidade criada para os homens, pelos homens.

E lá se vão tantos baldes e bacias para juntar a água da chuva. A alegria, o riso, as crianças a brincar, tudo o que os governantes não suportam e não esperam de um povo que eles pensam subjugado.

Se não fosse tão precioso o líquido da vida, alguns desses baldes, cheios de água da chuva, poderiam ser usados aqui, como o sapato foi usado no Iraque.

POST SCRIPTUM: em contato com a empresa francesa “Águas do Amazonas”, concessionária do abastecimento de água em Manaus, este bloguinho recebeu a seguinte resposta sobre a falta d’água na zona Sul: “Não há nenhum motivo para estar faltando água na sua rua, Senhor. Não tem nenhum problema no sistema, e não está ocorrendo nenhuma manutenção na área”. E ainda tem francês que diz que a gente não somos sérios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.