“ESPECIALISTA EM LOGÍSTICA”: PAZUELLO TROCA ESTADOS E MANDA VACINAS QUE SERIAM PARA O AMAZONAS AO AMAPÁ

O Amazonas, que vive um colapso no sistema de saúde, deveria receber 78 mil doses de vacina contra a Covid, mas recebeu apenas 2 mil, quantidade que seria destinada ao outro estado

O Ministério da Saúde, comandado pelo “especialista em logística” Eduardo Pazuello, iniciou nesta quarta-feira (24) a distribuição de 1,2 milhão de doses de CoronaVac e 2 milhões de doses da vacina de Oxford aos estados. A pasta, no entanto, trocou as remessas que seriam enviadas ao Amazonas e Amapá.

De acordo com o planejamento, o Amazonas, que vive um colapso em seu sistema de saúde com a explosão dos casos de Covid, receberia 78 mil doses do imunizante de Oxford, mas chegaram no estado apenas 2 mil. Essas 2 mil, no entanto, eram para serem enviadas ao Amapá. Segundo a Folha de S. Paulo, a planilha do ministério mostra que as 78 mil doses para o Amazonas teriam sido enviadas ao outro estado.

“Houve alguma confusão, a gente recebeu apenas 2.000. Estamos ligando para o Ministério da Saúde. Acho que agora o risco de faltar [vacinas] vai ser menor. Até o fim de semana a gente deve ter outro lote. A sinalização é que até o fim de fevereiro a gente receba [vacinas] para ter um fôlego por uns 15 dias”, disse ao jornal o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC).

Já o secretário de Saúde do Amapá, Juan Mendes, informou que está aguardando orientações do Ministério da Saúde para saber como agir com relação às remessas. A pasta ainda não se pronunciou.

Nas redes sociais, políticos e internautas têm criticado o ministro Eduardo Pazuello por conta da confusão e lembrando que o presidente Jair Bolsonaro o classificava como um “especialista em logística”.

Confira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.