ERIVONALDO NUNES OLIVEIRA, HISTORIADOR E PROFESSOR DA REDE PÚBLICA DE MANAUS, ENCONTRA-SE COM COVID E PRECISA DE AJUDA

PRODUÇÃO AFINSOPHIA.ORG

 

Erivonaldo é um dos poucos professores-educadores que atuam na rede pública de ensino do Amazonas. Sabe muito bem o que é ensinar e o que ensignar: semiotizar o estudante como reverberador dos valores da dogmática do poder-castrador. Sabe que a aula é um ato politico e que o Estado espera do professor é que ele seja apenas um ressonador de seu poder-dominante para melhor submeter os alunos e os transformar em boas mãos de obra para seus fins lucrativo. 

O agenciamento coletivo de enunciação criador de novos territórios existenciais, movimentam Erivonaldo em composição com seus amigos-estudantes. Seus fluxos mutantes possibilitam que as aulas sejam um encontro produtor de novas formas de sentir, ver, ouvir e pensar. Um território de vida-pulsante, onde os conteúdos-programáticos são corpos auxiliares nos imbricamentos ontológicos da Educação como processual além do saber metamorfoseado em dizeres práxis e poiesis. Erivonaldo compõe com Paulo Freire a dimensão-educacional que ensinar vai além do dizer se deslocando como transformação. Criação de novos mundos.

Pois bem, Erivonaldo, foi acometido da Covid 19 e encontra-se em estado deveras preocupante. Preocupação que ganha outra perspectiva, porque ele precisa de oxigênio, o produto-vital da atualidade amazonense cuja falta, que já ceifou dezenas de vidas, apesar da ajuda de algumas pessoas, entidades, até países como a Venezuela, é resultado da incapacidade administrativa dos desgovernantes que se apossaram do estado e do município. Uma prática que já vem se arrastando há quarenta anos confirmando que são despossuídos do espirito democrático como homonoia e homologia.

Em sua enfermidade, Erivonaldo não precisa somente do oxigênio, mas também de ajuda financeira cuja limitação econômica resulta, principalmente, da realidade cruel, que é o salário do professor sempre desconsiderado pelas alcunhadas autoridades representantes do poder-predador-capitalístico.

Se você quiser, e poder, entrar nessa composição de encadeamentos auxiliares ao companheiro Erivonaldo entre em contato com o número 99376-9348. Transferência pelo PIX: 022. 759. 282. 43.  

Vamos nessa, porque a luta contra a Covid não é só um combate contra uma enfermidade, mas uma luta politicamente revolucionária. Lutar contra a Covid é lutar contra a estupidez, a brutalidade e a aberração ultradireitista que perambula pelo Brasil.

Erivonaldo é imprescindível nessa luta! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.