“DESCOBERTA” DE PRESIDENTE DA CAIXA É SÓ MAIS UMA PROVA DA IGNORÂNCIA DO GOVERNO BOLSONARO

Reprodução

04/12/2020.

Da Redação Viomundo.

A ignorância dos integrantes do governo Bolsonaro em relação ao país que governam ganhou um adendo depois que o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, revelou desconhecer que brasileiros viviam nas proximidades dos lixões — de onde muitas vezes comem e tiram seu sustento.

Em junho, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse que os estados do Norte e Nordeste do Brasil sofreriam menos com a covid 19 quando começasse o inverno no Hemisfério Norte — um grave descompasso geográfico.

Em fevereiro, ao defender um dólar forte, o ministro da Economia Paulo Guedes disse que empregadas domésticas estavam se esbaldando na Disney.

“Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vou exportar menos, em função de importações, turismo, todo mundo indo pra Disneylândia. Empregada doméstica indo pra Disneylândia. Peraí”, afirmou.

No final do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro localizou a cidade de Paulo Afonso, notoriamente baiana, em Alagoas.

Em julho, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse em entrevista que Manaus era destino para turistas que pretendiam conhecer a Mata Atlântica e disse que ela estava 87% preservada na Amazônia.

O ex-ministro da Educação Ricardo Vélez, se referiu aos brasileiros como canibais em entrevista à revista Veja: “O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”.

Vélez nasceu na Colômbia.

Já o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ao defender o relaxamento na venda de armas disse que o perigo representado por elas às crianças era equivalente à de um liquidificador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.