FISCAL QUE NÃO IMPEDIU ASSASSINATO DE JOÃO ALBERTO NO CARREFOUR É PRESA

Os dois seguranças apontados como responsáveis pelo homicídio estão presos preventivamente

Adriana Alves Dutra, fiscal do supermercado Carrefour que aparece na cena de espancamento e assassinato do João Alberto Silveira Freitas em uma loja da rede em Porto Alegre, se apresentou à Polícia Civil nesta terça-feira (24) e foi detida.

Segundo informações da BandNews FM, a mulher foi à delegacia acompanhada de um advogado e se entregou. Ela aparece nas imagens andando ao redor da vítima durante a cena brutal de espancamento que levou João a óbito.

Os dois seguranças da loja, Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva, foram presos em flagrante na quinta-feira (20) sob acusação de homicídio triplamente qualificado. A prisão foi convertida em preventiva já na sexta-feira.

Na decisão em que decretou preventiva, o juiz escreveu: “Pela análise do vídeo do momento em que o evento se desenrolou, pode-se constatar que, em que pese possa o fato ter se iniciado por ato da vítima, a ação dos flagrados extrapola ao que se pode conceituar como necessária para a contenção desta, pois passaram a praticar, contra ela, agressões quando já ao solo”.

Sindicatos de vigilantes repudiaram o ocorrido e apontaram que o principal culpado do assassinato é o Carrefour. “O Carrefour é o principal responsável por esses crimes, uma vez que contrata serviços de segurança legais e ilegais apenas pra proteger a mercadoria, nunca as pessoas”, aponta trecho de nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.