COVID -19 PODE TER SURGIDO EM BIOLAB DOS EUA, DIZ JEFFREY SACHS

A Covid-19 não veio da natureza, mas foi uma liberação acidental “da biotecnologia de laboratório dos EUA”, afirmou o economista e autor de renome mundial Jeffrey Sachs

Jeffrey Sachs (Foto: Reuters)
 

RT – A Covid-19 não veio da natureza, mas foi uma liberação acidental “da biotecnologia de laboratório dos EUA”, afirmou o economista e autor de renome mundial Jeffrey Sachs. Ele falava em uma conferência organizada pelo think tank GATE Center, na Espanha, em meados de junho.

“Portanto, é um erro, na minha opinião, da biotecnologia, não um acidente de um transbordamento natural”, reiterou.

O acadêmico observou que, embora “não saibamos com certeza” se esse é o caso, há “evidências suficientes” apontando para isso, que “devem ser investigadas”. Sachs lamentou que esta versão, no entanto, “não esteja sendo investigada, nem nos Estados Unidos, nem em nenhum lugar”.

.

Em maio, Sachs, juntamente com o professor de farmacologia e terapêutica molecular da Universidade de Columbia, Neil Harrison, escreveu um artigo no Proceedings of the National Academy of Sciences, sugerindo que a Covid-19 se originou em um laboratório. No artigo, os dois acadêmicos pediram maior transparência por parte das agências federais e universidades dos EUA, argumentando que muitas evidências pertinentes não foram divulgadas.

Bancos de dados de vírus, amostras biológicas, sequências virais, comunicações por e-mail e cadernos de laboratório podem ajudar a esclarecer a origem da pandemia, de acordo com Sachs e Harrison. No entanto, nenhum desses materiais foi submetido a “escrutínio independente, transparente e científico”, argumentaram.

Como um indicador de que a Covid 19 se originou de um laboratório, os autores trouxeram à tona o fato de que uma sequência de oito aminoácidos em uma parte crítica da proteína spike do vírus é semelhante a uma sequência de aminoácidos encontrada em células que revestem as vias aéreas humanas.

Embora não haja evidências conclusivas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu em fevereiro de 2021 que o vírus provavelmente foi transmitido de um animal, possivelmente um morcego, para humanos.

O vírus altamente contagioso foi identificado pela primeira vez em Wuhan, na China, no final de 2019. Em seguida, espalhou-se rapidamente globalmente, com várias ondas ceifando milhões de vidas até maio de 2022, segundo a OMS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.