54% DOS MANIFESTANTES DO ATO DO MBL NA AV. PAULISTA VOTARIAM EM LULA EM 2022

 

Protesto considerado “da terceira via” mostra que rejeição a Lula é grande, mas o petista vira opção quando está no segundo turno contra Bolsonaro

Foto: Ricardo Stuckert

Jornal GGN – Levantamento feito pela USP durante a manifestação convocada pelo MBL no último domingo (12) na Avenida Paulista mostra que num eventual cenário de segundo turno entre Jair Bolsonaro e Lula em 2022, o petista seria a opção de 54%. É o que informa a BBC Brasil nesta segunda (13).

Segundo a pesquisa, outros 40% disseram que anulariam o voto ou votariam em branco se tivessem de escolher entre Bolsonaro ou Lula para a presidência da República.

Os atos do MBL foram uma tentativa de alavancar a chamada “terceira via”, mas teve adesão muito abaixo do esperado pelos organizadores. Nomes como Ciro Gomes (PDT) e João Doria (PSDB) marcaram presença nos protestos em São Paulo, que não contou com a maioria da esquerda, já que um dos motes da campanha do MBL é “nem Lula, nem Bolsonaro”.

A pesquisa da USP sondou a intenção de votos dos manifestantes no primeiro turno. Ciro apareceu em primeiro lugar, com 16%. Lula, com 14% e o ex-juiz Sergio Moro, 11%. Doria e João Amoedo (Novo) – que também participou do protesto do MBL – tiveram 8% e 7%, respectivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.