PROCURADOR SUSPENDE DENÚNCIA CONTRA FLÁVIO APÓS VAZAMENTO À GLOBO

 

Segundo jornal, o procurador-geral de Justiça do Estado, Eduardo Gussem, ficou irritado porque a acusação vazou à imprensa antes de ser ajuizada

Foto: Agência Senado

Jornal GGN – O procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Eduardo Gussem, decidiu suspender a apresentação de uma denúncia com mais de 300 páginas contra Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz, porque a peça foi vazada à imprensa e o jornal O Globo acabou noticiando a investida antes mesmo dela chegar à Justiça. A informação é do Valor.

Na segunda (28), O Globo, seguida pela Folha de S. Paulo, manchetou que o Ministério Público do Rio de Janeiro tinham denunciado Flávio como líder de organização criminosa e Queiroz como o operador financeiro do esquema das rachadinhas. Eles ainda teriam de responder por peculato e lavagem de dinheiro.

Mas a denúncia não tinha sido protocolada na Justiça e o MP acabou emitindo uma nota de repúdio ao jornal que antecipou a denúncia. Para os procuradores, o vazamento atrapalha o processo.

“A Instituição lamenta e repudia a divulgação de notícias relacionadas a investigações sigilosas, sem qualquer embasamento ou informação oficial por parte do MP-RJ, o que causa prejuízo à tramitação do procedimento e desinformação junto ao público.”

Segundo o Valor, Gussem tem postura crítica aos vazamentos sistemáticos. O GGN já mostrou que o MP-RJ, durante a corrida presidencial de 2018, dispunha de uma série de informações sobre o caso Queiroz que poderiam atrapalhar a eleição dos Bolsonaro, mas nada vazou à imprensa, ao contrário da metodologia aplicada na Lava Jato em Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.