ATIVISTA TRANS DO PSOL PROTOCOLA PEDIDO DE IMPEACHMENT DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO

Erika Hilton aponta crime de homofobia em uma declaração de Milton Ribeiro sobre os homossexuais; senador Fabiano Contarato acionou STF contra o ministro

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, não aparecia na mídia desde que assumiu o MEC. Nesta quinta-feira (24), porém, o pastor e teólogo decidiu conceder uma entrevista ao Estadão e sua rara declaração à imprensa pode lhe custar o cargo.

Isso porque, na entrevista, Ribeiro afirmou que o “caminho do homossexualismo” se dá por “famílias desajustadas”, declaração que carrega claro tom homofóbico. A homofobia já foi reconhecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como crime equivalente ao de racismo e, por isso, parlamentares e ativistas já estão tomando medidas judiciais contra o ministro.

Pelo Twitter, a ativista do PSOL em São Paulo, Erika Hilton, anunciou que protocolou junto à procuradoria-geral da República um pedido de impeachment contra Milton Ribeiro.

“Estou protocolando o impeachment do Ministro da Educação de @jairbolsonaro na PGR. Mal chegou e já comete crime, dizendo que homossexualidade acontece apenas em famílias desajustadas. Aparelhando o governo para influenciar milhões de famílias a odiarem seus filhos LGBTs. Chega!”, escreveu Erika, que é pré-candidata a vereadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.