EMIR SADER: LULA FALOU PELO BRASIL

“O discurso do Lula marca um antes e um depois na luta contra o governo atual”, escreve o sociólogo Emir Sader. “Lula fez a manifestação que todos esperavam, para nos unificarmos, em todo o que temos em comum, em tudo o que nos une contra esse governo”, diz. “Temos que estar à altura das circunstancias e dessa convocação a todos nós”

Lula falou. Cada vez que ele fala, ainda mais nestes tempos de mediocridades, sua presença, sua voz, sua palavra, seu discurso, representam o Brasil. Enquanto outros falam de si, das suas coisas, Lula fala por todos nós, Lula fala pelo Brasil.

Fala do que estão fazendo com o Brasil, do que estão fazendo com o povo, de como destroem o que de melhor o Brasil havia construído. De como o governo transformou a pandemia em arma seletiva de matar, de como liquida com a soberania do Brasil, com submissão vergonhosa aos Estados Unidos.

Defendeu prioritariamente os direitos dos negros, dos jovens, das mulheres, dos quilombos, das populações indígenas. Defendeu a todos os brasileiros diante de um governo que nos quer dividir, quer destruir a esperança e a solidariedade, valores fundamentais do nosso povo.

O discurso do Lula marca um antes e um depois na luta contra o governo atual. Lula fez a manifestação que todos esperavam, para nos unificarmos, em todo o que temos em comum, em tudo o que nos une contra esse governo.

Nos sentimos representados por ele, por suas palavras, pela sua indignação e pela sua disposição a liderar-nos nessa luta. Lula se oferece para comandar essa luta, diz que pode ser que não consigamos derrubar esse governo tão logo, mas que ele vê perspectivas de que consigamos esse objetivo mais cedo do que poderíamos esperar.

Resta agora a todos os que se identificam com esse pronunciamento, que se pronunciem, que se somem a esse programa de luta, a essa plataforma de unidade de todas as forcas democráticas. Lula passa a ocupar o centro dessa luta. Ele se oferece a desempenhar esse papel, se compromete a protagonizar essa liderança.

O retorno da figura do Lula, por si só, amima as pessoas, convoca a todos para a luta, aponta perspectivas de futuro. Ele é o único que pode desempenhar esse papel. Porque Lula não é uma pessoa, é uma presença coletiva de um projeto, que ele soube colocar em pratica e se dispõe a atualizar e a voltar a colocar.

Todos estão obrigados a se pronunciar sobre uma manifestação tão decisiva, tão determinante para unir os brasileiros. Lula falou por nós, mas sobretudo falou pelo Brasil. Temos que estar à altura das circunstancias e dessa convocação a todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.