PIADA DE BOLSONARO: “VOU MUDAR O BRASIL COM VERDADES!” É VERDADE MITIFICADA

PRODUÇÃO AFINSOPHIA. OR.

 

De relance sem tocar na bola.

O estudante de psicologia entra no curso já sabendo alguns conceitos da ciência social da psiquê humana. Sabe, por exemplo, que a palavra mito, além do seu significado como conceito da antropologia cultural, na psicanálise possibilitou a derivação sintomática com o sentido de uma das formas de neurose: mitomania. Compulsão para mentir. Muito diferente do conceito de mito na filosofia platônica que era tido como uma forma semiótica-filosófica de narrativa. Exemplo: o mito da caverna. Nenhuma ligação com a mentira, mas, tão somente, um recurso metodológico da teoria do conhecimento.

Bolsonaro, um mito velho de guerra, afirmou em um discurso-demagógico de sua eterna campanha eleitoral,na inauguração de uma cisterna no Rio Grande do Norte, a sua máxima ética: “Vamos mudar o Brasil com verdades!”. Carece perguntar: que Brasil? Embora só exista um: o dos brasileiros reais. 

A mitificação da verdade no viés da ética.

Cinco lances de verdade bolsonarista como pidas sem risos.

1 – Bolsonaro foi eleito com fake news: usou mamadeira de piroca e kit gay para engabelar eleitor mistificado, invejoso e ambicioso. amparado na pedagogia da destruição comandada internacionalmente por seu parceiro Bannon. Que foi preso nesta semana.

2 – Afirmou aos quatros ventos (ou mais) da mitomania que é o único governo, no mundo, que combate a pandemia.

3 – Disse que a aprovação do FUNDEB, na Câmara, foi feito de seu governo.

4 – Afirmou que foi ele o responsável pela criação do auxílio emergencial.

5 – Agora, vai promover o evento que debocha dos mortos: “O Brasil vencendo a Covid 19”.

Como diria o calouro do curso de psicologia: Bolsonaro é a verdade do mito freudiano. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.