MARGARIDA SALOMÃO, CÉLIO MOURA E ROGÉRIO CORREIA REAGEM A MANIFESTO DE CORONÉIS E PEDEM IMPEACHMENT DE AUGUSTO HELENO

Reprodução

POLÍTICA


25/05/2020.

Da Redação Viomundo.

Os deputados federais petistas Margarida Salomão, Rogério Correia e Célio Moura reagiram ao manifesto dos coronéis e deram entrada em pedido de impeachment do ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional.

Heleno lançou nota pública advertindo que possível apreensão do celular do presidente da República, Jair Bolsonaro, no curso de investigação sobre as denúncias feitas contra ele pelo ex-ministro Sergio Moro, poderia comprometer a “estabilidade nacional”.

Em seguida, um grupo de militares da reserva, formado em sua maioria por coronéis do Exército, disse que o Brasil poderia ser levado a uma “guerra civil” 

“Faltam a ministros, não todos, do stf, nobreza, decência, dignidade, honra, patriotismo e senso de justiça”, escreveram os signatários do manifesto.

Os deputados do PT consideraram que são “ameaças gravíssimas ao livre exercício do Poder Judiciário, tentando constranger os Excelentíssimos Ministros do STF a deixarem de proferir decisão no sentido contrário ao desejado pelo Denunciado”.

O pedido de apreensão do celular de Jair Bolsonaro e outros foi feito em ação movida por partidos de oposição ao STF e encaminhado pelo ministro Celso de Mello ao procurador-geral da República, Augusto Aras.

Nesta segunda-feira, Aras recebeu visita de Jair Bolsonaro.

O presidente participava virtualmente da posse de um sub-procurador quando se convidou para visitar o PGR.

“Se me permite a ousadia, se me convidar vou agora aí apertar a mão desse nosso novo integrante desse colegiado maravilhoso da Procuradoria-Geral da República”, disse.

O encontro de ambos não foi testemunhado pela imprensa.

Cabe a Aras não só tomar a decisão sobre o celular do presidente, mas determinar se a PGR denuncia ou não Bolsonaro pelas acusações feitas a ele por Moro, de interferência na Polícia Federal.

Augusto Heleno de Luiz Carlos Azenha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.