UM DOS AUTORES DA ASCENSÃO DA EXTREMA DIREITA AO PODER, REPRESENTADO POR BOLSONARO, MORRE EM TERESÓPOLIS, NO RIO

PRODUÇAO AFINSOPHIA

Era, ainda madrugada, 4:30 deste sábado, num sítio, na região montanhosa do Rio, município de Teresópolis, lá onde Deus tem dedos, na companhia do filho e do caseiro, quando, ele,  ex-amigo do clã, coordenador da campanha, e ex-secretário geral daquela que um dia foi a presidência da República, de 56 anos, defenestrado nas redes sociais por membros do clã, passou mal, foi ao banheiro ingerir um remédio, caiu, machucou a cabeça, chegou a ser socorrido numa unidade de saúde, mas não resistiu.

 

Morreu o homem que por várias vezes declarou que tinha material gravado fora do Brasil e cartas para amigos relatando segredos e se fosse mandado pra suas origens (cemitério) que divulgassem.

Não esquecer Baudrillard. “O segredo do secreto é não ter segredos.” Material que não há, diz o jornalista Lauro Jardim.

 

Para o ex amigo do clã, Alexandre Frota, com ele se foi muitas verdades e haverá a tristeza dos familiares, amigos e festa no palácio.

 

Morre neste, 14 de março de 2020, data que completa dois anos do assassinato de Marielle Franco e Anderson, o homem, que sabia muita coisa, especialmente sobre a facada desferida por Adélio que atingiu seu coração.

 

Morre mais um que fez parte do clã. Gustavo Bebianno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.