CUT: PELA AMAZÔNIA, ATOS ACONTECEM NESTA SEXTA-FEIRA E FIM DE DE SEMANA NO BRASIL E NO MUNDO

CUT

Impulsionados pelo aumento do desmatamento acelerado da Amazônia e preocupados com o futuro do planeta, milhares de pessoas nas redes e nas ruas do mundo estão em luta nesta sexta-feira (23).

As embaixadas brasileiras em Londres (Reino Unido), Madri (Espanha), Berlim (Alemanha) e no Consulado Brasileiro em Genebra (Suíça) foram tomadas por manifestantes pedindo para que tomem alguma atitude para salvar a Amazônia. Nas redes a hashtag  #ActForAmazonia entrou para em primeiro lugar nos Trends Topics do Twitter logo pela manhã.

Outros atos estão marcados para acontecer ainda nesta sexta, como em São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador e Atalanta em Santa Catarina. No fim de semana também terá mobilizações, no sábado estão programados atos em Belo Horizonte, Manaus, Ribeirão Preto, São Carlos, Natal e Porto Velho, no domingo será a vez da capital fluminense, Belo Horizonte e Manaus protestarem pela Amazônia. [veja a lista completa abaixo]

A região que concentra a maior floresta tropical do mundo está passando por uma crise decorrente das diversas queimadas que estão destruindo a mata. Imagens de animais correndo do fogo, outros mortos e da mata em chamas chamaram a atenção nas redes sociais e nos noticiários do Brasil e do mundo.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em 2019 mais de 53 mil focos foram registrados no Norte do País e em parte do Maranhão.Na última segunda-feira (19) as queimadas foram responsáveis pelas cinzas que chegaram até a cidade de São Paulo e encobriram o céu da capital. Pesquisadores da Nasa que monitoram focos de queimada no planeta afirmam que seus dados sobre o Brasil estão consistentes com o aumento abrupto que o Inpe vem reportando nas últimas semanas.

Jair Bolsonaro (PSL) e seus ministros do Meio Ambiente, Ricardo Sales, e de Relações Internacionais,Ernesto Araújo, minimizaram o problema e chegaram a afirmar que tudo não passava de Fake News e de sensacionalismo. Bolsonaro chegou a culpar Ongs que perderam investimentos federais e que estariam colocando fogo de propósito pra prejudicar o governo.

Mas não é isso que dize a imprensa internacional, como The Guardian, Financial Times e The Economist, The Washington Post, Financial Times, El País, Le Monde, Deutsche Welle, entre outros. O que grande parte do  mundo diz é que Bolsonaro e seus ministros já deixaram claro que são porta-vozes dos ruralistas e madeireiros.

Confira a agenda de atos:

ALAGOAS

Maceió: 24 de agosto, às 14h, Orla

AMAZONAS

Manaus: 24 de agosto, às 15h, na Praça do Congresso

BAHIA

Salvador: 23 de agosto, às 14h, em frente ao Elevador Lacerda, no Pelourinho

Arraial D’Ajuda: 25 de agosto, às 15h, na praça da Igreja Nossa Senhora D’Ajuda

CEARÁ

Fortaleza: 24 de agosto, às 14h, Gentilândia

Juazeiro do Norte: 23 de agosto, às 17h, Praça do Giradouro

DISTRITO FEDERAL

Brasília: 23 de agosto, às 17h, na Rodoviária do Plano com marcha para a Esplanada até o Ministério do Meio Ambiente

ESPÍRITO SANTO

Vitória: 23 de agosto, às 15h, Praça do Papa

GOIÁS

Goiânia: 24 de agosto, às 14h, Vaca Brava

MARANHÃO

São Luís: 24 de agosto, às 15h, Praça Deodoro

MATO GROSSO DO SUL

Campo Grande: 24 de agosto, às 13h, avenida Afonso Pena

Leia também:  Governo subestima preocupação com Amazônia: “O Brasil se precisar de ajuda, vai pedir”

MATO GROSSO

Cuiabá: 24 de agosto, às 16h, na Praça Alencastro

MINAS GERAIS

Belo Horizonte: 25 de agosto, às 10h, na Praça do Papa

Juiz de Fora: 24 de agosto, às 16h, no Parque Halfeld

Uberlândia: 24 de agosto, às 16h, na Praça Ismene Mendes

Montes Claros: 24 de agosto, às 13h, na Praça Dr. Carlos Versiani

PARÁ

Belém: 24 de agosto, às 8h, na Praça do Congresso

Santarém: 31 de agosto, às 17h, Praça São Sebastião

PARAÍBA

Campina Grande: 25 de agosto, às 10h, na Praça da Bandeira

João Pessoa: 24 de agosto, às 15h, na Praia do Cabo Branco

PARANÁ

Foz do Iguaçu: 24 de agosto, às 15h, avenida Araucária

Curitiba: 23 de agosto, às 17h30, Praça da Mulher Nua

Londrina: 23 de agosto, às 15h, Calçadão de Londrina

PIAUÍ

Teresina: 24 de agosto, às 16h, na Ponte Estaiada

PERNAMBUCO

Recife: 24 de agosto, às 14h, na rua da Aurora

RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro, em duas datas:

23 de agosto, às 17h, na Cinelândia

25 de agosto, às 14h, na Praia de Ipanema

RIO GRANDE DO NORTE

Mossoró: 24 de agosto, às 16h, no Memorial da Resistência

Natal: dia 24 de agosto, às 15h, Midway

RIO GRANDE DO SUL

Porto Alegre: 24 de agosto, às 15h, no Parque Farroupilha

Caxias do Sul: 24 de agosto, às 16, Praça Dante Alighieri

Santa Maria: 25 de agosto, às 16h, na Praça Saldanha Marinho

Leia também:  A soberania queima junto com a Amazônia e a venda da Petrobras, por Dilma Rousseff

RONDÔNIA

Porto Velho: 25 de agosto, às 15h, Três Caixas d’Água

SANTA CATARINA

Atalanta: 23 de agosto, às 9h, no Colégio Dr. Frederico Rolla

Florianópolis: 25 de agosto, às 15h, no Largo da Catedral

Joinville: 24 de agosto, às 15h, na Praça da Bandeira

Chapecó: 24 de agosto, às 15h, Praça Coronel Bertaso

SÃO PAULO

São Paulo: 23 de agosto, às 18h, no MASP

Ribeirão Preto: 24 de agosto, às 14h, em frente à Esplanada do Theatro Pedro II

São Carlos: 24 de agosto, às 15h, na Praça São Benedito

Campinas: 24 de agosto, às 16h, na avenida Francisco Glicério

Marília: 24 de agosto, às 10h, Represa Cascata

Bauru: 24 de agosto, às 15h, Bosque da Comunidade

Santos: 23 de agosto, às 17h30, na Praça das Bandeiras

Sorocaba: 24 de agosto, às 15h, Praça Coronel F. Prestes

Santo André: 31 de agosto, às 12h, Prefeitura

SERGIPE

Aracaju: 24 de agosto, às 14h, Praça General Valadão

TOCANTINS

Palmas: 24 de agosto, Praça Girassóis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.