GREENWALD IRONIZA “MAMATA” DE CARLOS BOLSONARO NO TWITER

Jornalista resgatou tuíte do filho 02 do presidente “contra mamata” com link para reportagem que revela a nomeação de 102 pessoas com laços familiares com o clã Bolsonaro nos últimos 28 anos

O jornalista americano Glenn Greewald usou as redes sociais para ironizar o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) que no último domingo (28) havia feito uma postagem reclamando dos cabides de emprego existentes no Estado brasileiro. Neste domingo (4), o Jornal O Globo publicou reportagem mostrando que o clã Bolsonaro nomeou 102 pessoas com laços familiares em cargos públicos.

O editor do The Intercept Brasil replicou tuíte de Carlos Bolsonaro com link para a matéria do jornal O Globo mostrando a contradição na mensagem. Jair Bolsonaro elegeu-se presidente da República prometendo que acabaria com a “mamata” que os governos anteriores proporcionavam com os cargos públicos.

“O Brasil pode ser considerado um dos maiores cabides de empregos do mundo na máquina pública, sempre usando o dinheiro dos pagadores de impostos para tal”, dizia o tuíte do parlamentar no dia 28, resgatado por Glenn.

O levantamento do jornal abrange desde a primeira eleição do patriarca Jair Bolsonaro como vereador no Rio de Janeiro (RJ) e envole todos os integrantes da família eleitos a seguir: os filhos Flávio, Eduardo e Carlos. Dos 286 assessores nomeados nesse tempo, 35% tinham alguma relação de parentesco com o clã, que é acusado de usar esses funcionários como “laranjas”. Em alguns casos, onde não há parentesco também não existe qualquer vínculo do assessor com o assessorado, salvo o nome no contracheque. No gabinete de Carlos Bolsonaro até uma babá foi nomeada ganhando salário de R$ 7,4 mil.

Greenwald é frequentemente atacado nas redes sociais por integrantes do clã Bolsonaro ou por seguidores do presidente da República e seus filhos. As agressões mais recentes se deram por conta do estado de saúde de sua mãe, que está tratando de câncer nos Estados Unidos. Apoiadores dos Bolsonaro desdenharam da situação. Tanto o jornalista quanto o seu companheiro, o deputado David Miranda (PSOL-RJ), vem sofrendo ameças que se intensificaram os vazamentos das conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador da Lava Jato no paraná, Deltan Dallagnol.

Greenwald é frequentemente atacado nas redes sociais por integrantes do clã Bolsonaro ou por seguidores do presidente da República e seus filhos. As agressões mais recentes se deram por conta do estado de saúde de sua mãe, que está tratando de câncer nos Estados Unidos. Apoiadores dos Bolsonaro desdenharam da situação. Tanto o jornalista quanto o seu companheiro, o deputado David Miranda (PSOL-RJ), vem sofrendo ameças que se intensificaram os vazamentos das conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador da Lava Jato no paraná, Deltan Dallagnol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.