ENCONTRO DE LULA COM PRESIDENTE DE CUBA MARCA RESTABELECIMENTO DAS RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS

REAPROXIMAÇÃO

Petista e Díaz-Canel conversaram sobre políticas para reforçar a integração entre os países da América Latina

Redação Opera Mundi
|

 

Lula e o presidente cubano – Ricardo Stuckert

Os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e de Cuba, Miguel Díaz-Canel, tiveram uma reunião bilateral nesta terça-feira (24/01), durante a sétima edição da Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Este é o primeiro encontro entre os dois mandatários e o primeiro diálogo de Lula com um líder cubano neste seu terceiro mandato.

Em seus dois primeiros períodos no Palácio do Planalto, Lula teve diferentes reuniões com dois presidentes que governaram Cuba no período: o líder histórico da Revolução Cubana, Fidel Castro, e seu irmão, Raúl Castro, que assumiu o poder em 2008.

Segundo a agência cubana Prensa Latina, Lula e Díaz-Canel conversaram sobre políticas para reforçar a integração entre os países da América Latina, além de possíveis acordos comerciais e de ajuda mútua no setor da saúde.

A agência também ressaltou que os dois presidentes já haviam trocado telefonemas ao menos duas vezes durante este mês: no dia seguinte à posse de Lula e após a tentativa de golpe de Estado por parte de bolsonaristas no dia 8 de janeiro, quando o mandatário cubano expressou seu apoio ao homólogo brasileiro.

Por sua parte, Lula assegurou que, em seu governo, o Brasil voltará a ser um defensor de Cuba em instâncias internacionais, especialmente contra o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos há mais de seis décadas.

Em sua conta de Twitter, o presidente brasileiro publicou uma foto sua com Díaz-Canel e comentou que este era mais um exemplo de como “o Brasil está restabelecendo suas relações diplomáticas no mundo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.