ONU PEDE INVESTIGAÇÃO COMPLETA DE AÇÃO DA PRF QUE MATOU GENIVALDO POR ASFIXIA EM SERGIPE

Genivaldo de Jesus Santos, morto após ação da PRF, em Sergipe. Imagem: Reprodução.

O escritório de Direitos Humanos da ONU para a América do Sul publicou em seu site um comunicado cobrando das autoridades brasileiras uma investigação completa sobre o caso de Genilvado de Jesus Santos, morto após abordagem da PRF (Polícia Rodoviária Federal), em Sergipe.

”A morte de Genivaldo, em si chocante, mais uma vez coloca em questão o respeito aos direitos humanos na atuação das polícias no Brasil”, afirmou Jan Jarab, chefe do escritório.

De acordo com ele, assegurar que as investigações cumpram com as normas internacionais de direitos humanos é fundamental, da mesma forma que é necessário que os agentes responsáveis sejam levados à Justiça, garantindo justiça aos familiares da vítima.

“A violência policial desproporcionada não vai parar até as autoridades tomarem ações definitivas para combatê-la, como a perseguição e punição efetiva de qualquer violação de direitos humanos cometida por agentes estatais, para evitar a impunidade”, declarou.

Além de defender que as polícias no Brasil precisam ter uma formação mais profunda em direitos humanos, Jan Jarab também pontuou a necessidade principalmente no combate ao racismo, e na abordagem humana de pessoas com problemas de saúde mental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.