FILÓSOFO VICTOR LEANDRO*: O BURGUÊS NU

03/05/2021

O não-governo e seus ministros, rasgando a constituição, que diz que devem zelar pela inclusão social, recusam a universidade ao filho do porteiro, com uma mentira cretina, que só funciona na lógica estapafúrdia de sua claque ridícula.

Já no sábado, a mesma massa de lacerados sai pelas ruas a reclamar o retorno do AI-5 e dos militares ao poder, como se lá já não estivessem. Junto a eles, outros tantos defendem a tortura, pois este é o único meio pelo qual suas verdades podem ser estabelecidas. No meio desse carnaval bizarro, vendo do alto, delira o suposto presidente.

Do que interessa, não é imbecilidade espalhada, mas como nós a permitimos. Talvez, somente talvez, tenhamos de fato todos acredito na inviável conciliação. A etiqueta seria uma arma eficaz contra os maus afetos. Tudo falso. Tudo miragem frágil, e que nunca aconteceu. O povo oprimido na favela que o diga.

Lado bom? Sim, claro. Vai ser mais difícil manter as ilusões. O burguês está nu, e o que temos agora é sua exata descrição. Vejamos se o enfrentamos, ou se, assustados, corremos. Estas são as decisões que se nos afiguram, e as respostas necessárias que temos. Vamos em frente.

Imagem – https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/caiu-na-rede-cidada-de-bem-escreve-fora-stf-na-bunda-em-ato-bolsonarista/.

  • Victor Leandro é filósofo, escritor, novelista, analista-político, doutor e professor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.