CORONAVAC É EFICAZ CONTRA VARIANTE DE MANAUS, MOSTRA ESTUDO

 

Estudo constatou que 50% dos 67.718 trabalhadores da saúde vacinados somente pela primeira dose do imunizante em Manaus não contraíram a doença

Reprodução

Jornal GGN – A vacina CoronaVac mostrou eficácia contra a variante do coronavírus de Manaus. O estudo foi realizado pelo grupo de pesquisa Vebra Covid-19 e constatou que 50% dos 67.718 trabalhadores da saúde vacinados somente pela primeira dose do imunizante em Manaus não contraíram a doença.

Trata-se do primeiro levantamento para avaliar a efetividade da CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, aonde predomina a mutação P.1 do vírus. O estudo foi divulgado por coluna de Mônica Bergamo, nesta quarta (07).

Realizado por pesquisadores de instituições brasilerias e estrangeiras, com apoio da Organização Panamericana de Saúde (OPAS), da Fundação de Vigilância em Saúde do Estado do Amazonas e da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus, o documento do VEBRA COVID-19 (Vaccine Effectiveness in Brazil against COVID-19) é o primeiro que “avalia a efetividade da Coronavac em locais onde a variante P.1 é predominante”.

A P.1 é a variante brasileira do coronavírus, descoberta em Manaus e em outras cidades do Amazonas e que coincidiu com o epicentro da crise sanitária do Brasil na região, no início deste ano.

A eficácia ainda foi constatada com a primeira dose da CoronaVac, após 14 dias dos trabalhadores serem vacinados. Os pesquisadores seguirão coletando informações para calcular o nível de proteção contra a Covid-19, 14 dias após a segunda dose, que deve aumentar a porcentagem.

“Esses resultados são encorajadores porque a Coronavac continua sendo efetiva na redução de risco de doença sintomática em um cenário com > 50% de prevalência de P.1. Esses achados apoiam o uso contínuo dessa vacina no Brasil e em outros países com a circulação da mesma variante”, informou o grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.