MINISTROS DO STF QUEREM JULGAR SUSPEIÇÃO DE MORO MESMO APÓS DECISÃO DE FACHIN

Apesar da decisão do ministro Edson Fachin, os ministros da 2ª Turma terão a palavra final sobre o habeas corpus que pede a suspeição do ex-juiz da Lava Jato

Sérgio Moro, ex-presidente Lula e o STF (Foto: Agência Brasil) 247 – Integrantes da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) querem julgar a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro, mesmo após a decisão do ministro Edson Fachin que anulou nesta segunda-feira (8) as sentenças que condenaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, devolvendo os seus direitos políticos. 

Segundo a jornalista Monica Bergamo, colunista da Folha de S. Paulo, disse que a previsão é que o habeas corpus da defesa de Lula que pde a suspeição de Moro seja pautado ainda no primeiro semestre. “Os ministros da 2ª Turma vão ter a palavra final sobre a pertinência de que ela ainda seja analisada”, disse Bergamo.

Na mesma decisão em que declarou a incompetência da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba para julgar os processos de Lula, Fachin considerou que todos os habeas corpus apresentados pela defesa do ex-presidente questionando a conduta da Justiça ficaram prejudicados, isto é, perdem a razão de ser e devem ser arquivados. Entre eles está a ação que levanta a suspeição de Sergio Moro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.