POLÍCIA BRASILEIRA NUNCA MATOU TANTO QUANTO NO PRIMEIRO ANO DE BOLSONARO

Quase 80% dos mortos por policiais são negros. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2020

A polícia brasileira nunca matou tantas pessoas quanto em 2019, o primeiro ano do governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ). Quase 80% dos mortos por policiais são negros. A proporção de policiais negros assassinados em 2019 também aumentou.

Além da raça, as vítimas de intervenção policial guardam outro recorte. Três a cada quatro eram jovens, com idades entre 15 a 29 anos.

Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2020, divulgados na noite deste domingo (18). E fazem parte de uma série histórica que vem sendo estudada desde 2013. E mostram uma violência que tem cor e resiste ao tempo. 

Outra estatística do anuário aponta também que os negros fazem parte da maior parcela da massa carcerária brasileira. Segundo o levantamento, 755.274 pessoas estavam privadas de liberdade no ano passado. Dessas, 66,7% eram negras.

No ano de 2005, o total de presos negros representava 58,4% da população carcerária total naquele ano.

Para cada policial assassinado no Brasil em 2019, 37 pessoas foram mortas por policiais, de acordo com o Anuário. O FBI, nos Estados Unidos, avalia como “aceitável” a proporção de um policial morto a cada 10 civis mortos por policiais. Isso, segundo especialistas em segurança pública, aponta que a polícia brasileira mata mais do que deveria.

Com informações do UOL

Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo – o santo violeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.