CORONAVÍRUS: GILMAR MENDES DIZ QUE EXÉRCITO ‘ESTÁ SE ASSOCIANDO A GENOCÍDIO’

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, concede entrevista. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

 

Em debate realizado neste sábado, ministro do STF fez duras críticas à ocupação de cargos no Ministério da Saúde por militares

Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) – Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Jornal GGN – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou duramente a atuação dos militares dentro do Ministério da Saúde, em cargos anteriormente ocupados por quadros técnicos.

“Pode até se dizer: a estratégia é tirar o protagonismo do governo federal, é atribuir a responsabilidade a estados e municípios. Se for essa a intenção é preciso se fazer alguma coisa. Isso é péssimo para a imagem das Forças Armadas. É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. É preciso pôr fim a isso”, criticou Mendes, ressaltando que o atual vazio de comando na pasta é inaceitável.

O posto de ministro da Saúde é exercido pelo general Eduardo Pazuello de forma interina há 57 dias, e não existem sinais de que o presidente Jair Bolsonaro irá nomear um novo titular para a pasta.

O ministro do STF participou de debate online neste sábado, que contou também com a presença do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e do médico Drauzio Varella. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.