EDITORIAL DA FÓRUM: EM SUA LOUCURA, BOLSONARO USA CORONAVÍRUS COMO ÁLIBI PARA AVENTURA GENOCIDA

25 DE MARÇO DE 2020.

Não é mais tempo de comedimento. Ou Bolsonaro é retirado do cargo ou o Brasil pode ser destruído

Jair Bolsonaro durante entrevista sobre o coronavírus (Foto: Reprodução)
  

Jair Bolsonaro nunca escondeu a admiração por ditadores genocidas, como Augusto Pinochet e Alfredo Stroessner, e sua obsessão em dizimar aqueles que pensam diferente, flertando com o possível holocausto de todos que considera comunistas.

Diante da própria ignorância e incompetência em saber conduzir o Brasil na pandemia causada pelo coronavírus, o capitão chega ao clímax da insanidade e, em um arroubo napoleônico – daqueles que figuram no imaginário popular pela sua loucura -, Bolsonaro se movimenta contra a própria política sanitária de seu governo e das autoridades mundiais e lança a população brasileira em uma aventura suicida.

Sem entender, pela própria ignorância, o discurso de seu ídolo-mor, o presidente dos EUA, Donald Trump, e instado pelos filhos a seguir as mirabolantes e criminosas teorias da conspiração de Olavo de Carvalho, Bolsonaro busca impor sua fake news sobre a Covid-19 para suspender o confinamento e, assim, abandona milhões de brasileiros à própria sorte na guerra contra a doença, que pode matar 1 milhão de pessoas caso o país adote a política de “isolamento vertical”.

Nesta terça-feira (24), enquanto Bolsonaro bradava contra a “histeria midiática” em seu pronunciamento para defender o fim do confinamento, o Reino Unido colocava fim à medida fracassada, que pode ter feito com que metade da população da região esteja infectada pelo coronavírus, segundo estudo da Universidade de Oxford, além de matar 422 pessoas.

Os panelaços diários projetam o fim de um governo que nem mesmo deveria ter começado. A popularidade do “mito” se esvai como areia entre os dedos diante da mesma incapacidade que demonstrou durante as quase 3 décadas em que ficou no parlamento. E todos aqueles que abandonam o barco passam a ser tratados como inimigos a serem dizimados.

O presidente está acuado, com medo de perder o poder que nunca deveria ter tido em suas mãos. Com exceção daqueles que seguem a mesma cartilha, Bolsonaro agora tem a população brasileira como inimiga. E o coronavírus como álibi.

Não é mais tempo de comedimento. Ou Bolsonaro é retirado do cargo ou o Brasil pode ser destruído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.