MILHARES DE MANIFESTANTES DO AMAZONAS FORAM ÀS RUAS DE MANAUS PELO FORA, BOLSONARO!

PRODUÇÃO AFINSOPHIA.ORG

 

Mais uma vez, neste 24J, o Brasil e o mundo foram às ruas para protestar pelo Fora, Bolsonaro. Um clamor que se tornou uma redundância impulsionada pela perversidade instalada no Brasil por grupos que expressam a morbidez deletéria da aberração política-social-econômica-religiosa onde Eros encontra-se ausente. A Sensibilidade-Humana como essência para o convívio comunitário é obstruída. 

O quadro patológico que domina o país é uma infecção generalizada que atinge a economia como crise-produtiva, milhões de desempregados, salário como violência ao trabalhador, insegurança social, negacionismo, racismo, misoginia, autoritarismo, medo, opressão, deboche contra a pandemia, castração, homofobia, ameaça às eleições, corrupção, mentira, despudor, ódio, inveja, propagação paranoica como princípio de realidade, todas as formas e matérias que impedem Ontologicamente o Ser de se Revelar Humano.

Conhecendo esse quadro patológico, a população amazonense, habitante de Manaus, saiu às ruas para se manifestar como forma de antídoto contra essa perversa enfermidade. Foram milhares de manifestantes representados por trabalhadores, sindicalistas, mulheres, crianças, indígenas, estudantes, movimentos sociais, professores, artistas, LGBT, categorias variadas engajadas na liberdade de ser-humana. Tudo que os nazifascistas não vivenciam.

A concentração iniciou às 15 horas, com apresentações várias, e, em seguida, a marcha pelo centro da cidade, até a Praça São Sebastião, onde foram realizadas muitos pronunciamentos por lideranças e o povo em geral. A luta contra o genocídio que já assassinou mais de 550 mil brasileiros.

Vejam as fotos criadas pelo filosofo-fotógrafo, ator, bonequeiro, educador-militante, Alcir Madureira com a seleção fotográfica do psicólogo, crítico de rock Tauená-Pixuto. 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.