SE FOSSE POSSÍVEL, QUEM VOCÊ ESCOLHERIA PARA CONVERSAR SOBRE A SOBERANIA DOS POVOS E A PAZ? MARADONA OU MADONNA?

0

PRODUÇÃO AFINSOPHIA.ORG

 

Sensibilidade, Inteligência e Ética são corpus-constitutivos de cada pessoa resultantes de suas vivências. Daí, que responder esse questionamento envolve as vivências das pessoas que conhecem esses dois personagens-mundiais e suas condições no Mundo. Desta forma, a escolha é apenas as confirmações de cada um como deslocamento-projetivo ou transferência: o que se é. Como mostra a psicanálise.

Madonna vira piada ao posar para novas fotos: 'Quem ...

Madonna, é uma artista dos Shows de entretenimento de massa que promove uma ilusória-rebeldia ao gosto da burguesia-ignara conduzida pelo modelo de espetáculo-mercadoria do sistema capitalista-capitalístico onde a sexualidade é substituída pelo sexo-mercadoria-abstraída que serve muito bem para criar e sustentar a ilusão da rebeldia-concedida de forma claramente fálica: o psicodelismo-erótico sem genitalidade. E muito menos objeto-substitutivo-simulador. O êxtase da alegria desprovida do sistema neuro-cerebral-corporal. Mais fantasmagórico que sensual. 

 

Madonna, é norte-americana filha do país intervencionista, explorador e propagador da indústria-bélica como forma de neo-colonização dos povos que contém, ainda, matéria-prima como o petróleo e outros minerais. Ela foi casada com o ator, diretor e produtor de cinema Sean Penn entre 1985  e 1989, um artista muito diferente de Madonna em função de sua posição engajada pela liberdade dos oprimidos o que rendeu a perseguição pelo Estado Policialesco dos EUA, como a CIA. Algumas vezes teve a vida em perigo sofrendo tentativa de armação para envolvê-lo em crime para servir de pretexto para ser preso. Pouco tempo de casado, mas tempo suficiente para saber qual o sentido de liberdade que EUA promovem. Como conta a piada: É o país de maior liberdade do mundo, mas não permite que um candidato comunista seja eleito. 

 

Madonna, apoia o genocida Netanyahu, que já matou mais 15 mil crianças na Faixa de Gaza, além de milhares de mulheres, idosos, explosão de hospitais e continua com proteção de seu presidente, Biden. Se Madonna, apoia um genocida, no raciocínio mais superficial, ela é cúmplice e a tal alegria de seus Shows não passa de musical-fúnebre. 

 

Como trata-se de Show-glamourizado, teve suas ironias-debochantes: o retrato do filósofo-pedagogo, autor da revolucionária obra-educacional, A Pedagogia do Oprimido, Paulo Freire, exposto em sua apresentação em Copacabana. Paulo Freire que foi preso na ditadura militar-civil comandada pelos EUA, no Brasil. Logicamente, Madonna não deve nem saber que é Paulo Freire. Se Sabe, o deboche é mais sádico: como que alguém que conhece Paulo Freire apoia um estado genocida como Israel?

Fidel como 'segundo pai' e tatuagem de Che: como Maradona se aproximou da  esquerda latino-americana | Mundo | G1

Maradona, é o maior craque de futebol em todas suas Dimensões-Humanas. Sabe que o futebol, ao contrário do norte-americanófilo, Pelé, é só um esporte que é bom para saúde de quem pratica, mas que caiu na mão do mercado e foi, também, transformado em mercadoria-histérica das multidões como produto de lucro para os ambiciosos que praticam o vampirismo dos tristes que precisam de ilusões-coletivas para acreditarem que são felizes.

 

Como o craque, Sócrates, Maradona, desenvolveu sua sensibilidade, inteligência e ética-social, e se tornou um Ser-Político. Se tornou um Socialista. Daí, sua respeitabilidade para com Marx, Che, e companheirismo com Fidel e Chaves que glorificam a Soberania dos Povos. A preocupação com a produção-livre da História de cada Povo.

 

Daí, a inveja e o ódio dos capitalistas de todas as facetas contra suas posições definidamente e dignamente-política. Inveja desmesurada que a FIFA lhe proibiu de terminar a carreira como Campeão Mundial. Mas, como diz Brecht, quando “Um Homem É Um Homem” ele nunca é tocado pela sordidez da burguesia que entulha o planeta. 

 

De todos os respeitados líderes da América Latina que Maradona se envolveu respeitosamente, o menos ameaçador para os fascistas, foi Lula. Lula, embora algumas vezes seja impositor, ele é por demais distanciado do real-ameaçador. É capaz de acreditar que é possível dialogar com fascista, o que Maradona, nem em sonha, acredita. Mesmo assim, tem sólida relação com o Sapo Barbudo.

 

Então, a questão é esta: Se fosse possível, quem você convidaria para conversar sobre a Soberania dos Povos? Maradona ou Madona? Embora com sobrenomes italiano, são profundamente díspares!  

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.