ZAMBELLI TINHA ARQUIVO COM MANDADO DE PRISÃO FALSO CONTRA ALEXANDRE DE MORAES, AFIRMA PGR

0

O mesmo arquivo foi gerado no computador do hacker Walter Delgatti Neto

Carla Zambelli (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)

247 – A Procuradoria-Geral da República (PGR) afirmou que um arquivo contendo um mandado de prisão falso contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi encontrado com a deputada federal bolsonarista Carla Zambelli (PL-SP). O mesmo arquivo foi gerado no computador do hacker Walter Delgatti Neto.

Segundo matéria do jornal O Globo publicada nesta terça-feira (23), esse caso foi uma das evidências apresentadas pela PGR para denunciar Zambelli e Delgatti Neto por crimes de invasão a dispositivo informático e falsidade ideológica.

De acordo com a denúncia, uma minuta do mandado de prisão contra o magistrado foi criada no computador do hacker às 17h12 do dia 4 de janeiro de 2023. Às 18h39, Zambelli teria acessado um arquivo com o mesmo conteúdo. A PGR destaca que ambos os arquivos possuem o mesmo código, o que comprova que o documento foi compartilhado entre os dois.

“Dessa dinâmica é possível inferir que, logo após emitir o arquivo, Walter Delgatti o encaminhou para Carla Zambelli, em cumprimento ao acordo que haviam entabulado”, escreveu o procurador-geral da República, Paulo Gonet.

Outro arquivo, desta vez com uma ordem falsa de quebra de sigilo bancário de Moraes, também foi encontrado com eles. Para Gonet, Zambelli “exerceu papel central na prática dos delitos relatados” e atuou com o objetivo de “gerar ambiente de desmoralização da Justiça Brasileira”.

Em nota, a defesa da deputada afirma que “inexiste qualquer prova efetiva que ela tivesse de alguma forma colaborado, instigado e ou incentivado” Delgatti Neto.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.