MASSACRE: ISRAEL ATACA PALESTINOS QUE BUSCAVAM POR AJUDA HUMANITÁRIA; 104 MORTES FORAM CONFIRMADAS

0

O presidente palestino afirmou que Israel será responsabilizado pelo “massacre horrível”. O Hamas deve interromper as negociações pela troca de reféns


Norte da Faixa de Gaza reduzida a escombros. | Foto: Flickr/ONU

Israel afirmou, em comunicado, que centenas de palestinos ficaram feridos após serem “pisoteados”, à medida que a multidão que buscava por ajuda se tornava “violenta” e “saqueava” os camiões. Segundo a Força, em meio ao caos, civis abordaram – de maneira “perigosa” – seus militares, que inicialmente atiraram para o ar e, logo após, dispararam contra as vítimas. 

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, afirmou que Israel será responsabilizado pelo que classificou como um “massacre horrível”.

“O assassinato deste grande número de vítimas civis inocentes que arriscaram a sua subsistência é considerado parte da guerra genocida cometida pelo governo Israel contra o nosso povo. As autoridades israelenses serão responsabilizadas por isso perante os tribunais internacionais“, afirmou Abbas, em nota emitida pelo seu gabinete.

Já o Hamas divulgou um comunicado alertando que deve interromper as negociações pela troca de reféns após a ação de Israel.

Com informações do The Guardian e Al Jaazera

Ana Gabriela Sales

Repórter do GGN há 8 anos. Graduada em Jornalismo pela Universidade de Santo Amaro. Especializada em produção de conteúdo para as redes sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.