JORNALISTA QUESTIONA SUPOSTO PLANO DO PCC PARA ASSASSINAR MORO E APONTA TOTAL FALTA DE SENTIDO

0

Segundo João Paulo Charleaux, a história contada até agora após a decisão de Gabriela Hardt não faz sentido algum

Gabriela Hardt, Sérgio Moro e Polícia Federal (Foto: ABR | Reprodução | Agência Senado)

 

247 – O jornalista e escritor João Paulo Charleaux, autor do livro “Ser Estrangeiro” e colaborador de publicações como Globo, Folha, Estadão, Nexo e Piauí, não vê sentido algum na história que vem sendo contada até sobre o suposto plano do PCC para assassinar o ex-juiz suspeito e hoje senador Sergio Moro. Confira:

Segundo um dos advogados dos presos, Moro nunca foi alvo. “Não vi em nenhum momento o nome de Sergio Moro”, afirmou o advogado Juan Felipe Souza sobre a operação da PF que prendeu suspeitos de planejar o assassinato de autoridades.

Afora isso, seu nome foi incluído no caso, decidido pela juíza Gabriela Hardt, sua parceira na Lava Jato, após delação premiada de uma testemunha oculta no processo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.