PRF, EM NOTA, DIZ QUE USOU “TÉCNICAS DE IMOBILIZAÇÃO (GÁS)” PARA CONTER GENIVALDO QUE MORREU. OS NAZISTAS “IMOBILIZARAM” PARA SEMPRE, NO HOLOCAUSTO, 6 MILHÕES DE JUDEUS

PRODUÇÃO AFINSOPHIA.ORG

 

Deboche da sociedade que se diz humana. O tema-paranoico do dia no Brasil é o ato cometido por membros da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no dia de ontem, 25, na cidade de Umbaúda, no estado de Sergipe que resultou na morte de um morador.

 

Como o país se diz cristão, e como, quase sempre os membros do poder judiciário também são, já que são agentes da justiça, por isso é muito difícil se encontrar ateus nessa instituição, o deboche da sociedade que se diz humana, e defende os Direitos Humanos, fica por conta do nome do homem que foi morto: Genivaldo de Jesus Santos. Na verdade, deboche duplo: Jesus, o judeu, e Santos, a enunciação hagiográfica. Talvez, deboche-triplo: Genivaldo é nordestino, irmão de fé de Padim Padre Cícero. Ou, o paroxismo fariseu.

 

Genivaldo tinha transtorno emocional, fazia uso de medicamentos para seu sintoma, por isso estava abalado. Os policiais, dominados pelo quadro emocional que o fazem policiais, não atenderam o sobrinho de Genivaldo, Wallyson:

“Eles pediram para que ele levantasse as mãos e encontraram no bolso dele cartelas de medicamentos. Meu tio ficou nervoso e perguntou o que tinha feito. Eu pedi que ele se acalmasse e que me ouvisse”, contou Wallyson.

 

Então, “foram empregados técnicas de imobilização”: uso de gás dentro do porta-malas, onde Genivaldo foi trancafiado como uma tautologia-a-histórica. Ou, como diria, Freud: A repetição como sintoma de repressão da infância. A repetição-tautológica dos campos de concentração-nazista. O que confirma a Intemporalidade do Mal. 

 

O escritor italiano, Primo Levi, que ficou preso no campo de concentração de Auschwitz, já havia afirmado que todos nós somos responsáveis pelo Holocausto criado, dirigido e mantido pelos nazistas. Todos nós do passado, do presente e do futuro, já que o Holocausto é produto da falha-humana. É uma psicopatologia-humana. Por isso, ninguém deixa de ser responsável. Mesmo que negue afirmando que quando o Holocausto ocorreu não havia nascido.

 

O que significa que a subjetividade-assassina-nazista se mantém deslocada pelo mundo. Ao seu lado pode ter um nazista, na sua cama, na sua casa, na sua vizinhança, na sua escola, no seu trabalho, na igreja, no parquinho de diversão, no bar, no cinema, no campo de futebol, no BBB, na rádio, na TV, no cemitério, no hospital, no supermercado, na farmácia, no Congresso Nacional, No Executivo, no Poder Judiciário, no ônibus, no metrô, etc., é a verdadeira pandemia-nazista. O que prova por que nazifascista são eleitos.

 

Pois foi, no Holocausto-Nazista que vários-cristãos, assassinaram quase 6 milhões de judeus, antecedendo ao assassinato de mais um cristão: Genivaldo de Jesus Santos.

 

Talvez, porque seja de Jesus!  

 

 

 

Em razão da sua agressividade, foram empregados técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção e

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.