CIENTE QUE VAI LEVAR COURO DE LULA, BOLSONARO VAI APOIAR ALGUÉM PARA GARANTIR NÃO SER PRESO. E QUEM VAI GANHAR DE LULA?

PRODUÇÃO AFINSOPHIA.ORG

 

O princípio de realidade não é um conjunto harmônico de corpos materiais e imateriais quando percebido e concebido por todos. A maioria dos indivíduos quando é submetida ao teste de realidade confere sempre uma resposta alienada do que ele realmente é em sua constituição. Realiza apenas transferência-projetiva. Ou seja, concede ao princípio de realidade o que ela realmente é. É por essa anomalia perceptiva e cognitiva que esses indivíduos servem, quase sempre, de motivo de deboche dos que conhecem o princípio de realidade. Os que percebem e concebem claramente a realidade para saberem quem é ela, e, assim, agirem para transformá-la quando ela é cruel com a coletividade. Como a atual realidade brasileira que massacra a maioria da população.

Foi exatamente essa consciência alienada, fetichista, reificada que causou esse distúrbio político-econômico-social-sanitário-miliciano-irascível-brutal-racista-homofóbica-misógina, etc., que hoje sufoca e angústia a sociedade brasileira. E é exatamente esse quadro aberrante, eufemisticamente chamado de psicopatológico, que a maioria da população brasileira pretende mudar na eleição de 2022, na eleição para a presidência da República.

Na quantidade de romaria, ladainha, ritornelo, penitências, arrastar de correntes, choros, ranger de dentes, que transbordam nas pias dos perdões-confessados, alem, é lógico, dos homens e mulheres livres que sempre souberam o que significa política como práxis e poieses da sublimidade humana, o que leva uma povo a ser feliz, surge nas pesquisas o nome do Sapo Barbudo como o grande vencedor. Uma realidade que só muda, ele não ser candidato, se matá-lo. 

Diante do quadro definido para si, Bolsonaro, por saber o que já fez contra o Brasil e seu povo e ainda vem fazendo juntamente com seus familiares – o verdadeiro conceito de familialismo da antipsiquiatria -, sabe que vai perder e fora da segurança oficial, vai ser preso depois de ser julgado por todos os crimes que lhe são atribuídos com caráter nacional e internacional. Como não tem nada de mito para operar uma transubstanciação ou uma desmaterialização para se torna alguém que se escafedeu-se, a não ser a enunciação fantasiosamente-delirante dos seus iguais, da qual se alimenta, já está se preparando para arregar. Na linguagem mais social: pedir penico.

Nesse quadro, já se faz notícia que ele não pretende mais se candidatar, mas apoiar outro candidato, provavelmente do centrão – descalabro da física-geométrica -, para que eleito o seu candidato não permita que ele e sua família sejam presos. Mas, salta o dilema-lacrimoso: com Lula ganhando em todos os cenários, segundo todas as pesquisas, já no primeiro turno, pergunta-se: Qual candidato apoiado por Bolsonaro pode ganhar do Sapo Barbudo? No atual estado de coisa, quem tem garrafa-eleitoral para apresentar mais que Lula?

O que se sabe mesmo, é que trata-se de mais uma quimera de Bolsonaro fora da Democracia. Trata-se de mais um deslocamento perceptivo-cognitivo de Bolsonaro diante do Real que lhe é crude, como dizem os latinos. A realidade é crua, não há como escapar, diz o filósofo  Clément Rosset.

Mas, Bolsonaro não sabe nem o que é pandemia quanto mais filosofia.    

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.