PESQUISA ATLAS MOSTRA QUE BOLSONARO CONSEGUIU O QUE BUSCOU: NO 2º TURNA PERDE PARA HADDAD, LULA, E, DE QUEBRA. PARA CIRO

PRODUÇÃO AFINSOPHIA.ORG

 

Observando a pesquisa divulgada hoje, dia 29, pelo Instituto Atlas em que mostra Bolsonaro perdendo no segundo turno para todos os concorrentes, inclusive Moro e Mandetta, tem-se apenas uma pequena mostra do que virá pela frente até 2022.

Antes de se candidatar, as pessoas lúcidas, sabiam que ego Bolsonaro expressava. Para essas pessoas, ele, com suas apresentações contrárias a racionalidade de uma sociedade civilizada, não causou qualquer surpresa. Talvez, a surpresa tivesse sido promovido pelos 56 milhões de eleitores que votaram nele. Muita gente não acreditou que houvesse, compondo a sociedade brasileira, esse tipo de eleitor em tamanha quantidade com clara semelhança com ele.

Mas, agora, em função de sua incivilidade, Bolsonaro começa a colher o que buscou. Já não se encontra todo prosa. A pesquisa tira dele o furor narcísico que tanto faz questão compulsiva e obsessivamente de mostrar para os carregados de culpa e medo da castração, como mostra a psicanálise.

Daí, que parafraseando o filósofo-psiquiatra francês Félix Guattari, em 2018, não tivemos eleição presidencial. Tivemos um totemismo plebiscitário. Os eleitores escolheram uma representação totêmica simbólica em forma de restauração da culpa e do medo da castração. Tudo que não faz parte do princípio de realidade racional do Brasil.

Aqui o mapa da pesquisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.