“DEMOCRACIA IMPÕE A PRISÃO DE TODA QUADRILHA CHEFIADA POR MORO”, DIZ RENAN CALHEIROS

0

O senador afirma, ainda, que “o bando montou uma arapuca para fraudar a história brasileira” e pede anulação do processo que resultou na condenação de Lula na Lava Jato

 

facebook sharing button
twitter sharing button
whatsapp sharing button
email sharing button

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) usou o Twitter para pedir a “prisão de toda a quadrilha”, que, segundo ele, “montou uma arapuca para fraudar a história brasileira”. Ele se referiu ao ex-juiz Sérgio Moro, ao ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, Deltan Dallagnol, e a outros procuradores da operação.

Conversas entre os envolvidos foram divulgadas pela defesa do ex-presidente Lula.

Calheiros reivindicou, ainda, que o Supremo Tribunal Federal (STF) anule o processo que resultou na condenação de Lula no âmbito da Lava Jato.  

“As novas aberrações da Lava Jato vão além da mera promiscuidade entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol. O bando, chefiado por Moro, montou uma arapuca para fraudar a história brasileira. Mais do que declarar a parcialidade do Torquemadas, a democracia impõe a prisão de toda quadrilha. #AnulaSTF”, postou o senado.

Ilegalidades

Advogados do ex-presidente Lula divulgaram trechos de mensagens trocadas entre Moro e procuradores da força-tarefa da Lava Jato, entre eles Dallagnol. 

Os diálogos, que fazem parte da Operação Spoofing, comprovam que Moro orientou a acusação, o que é proibido por lei, e que a equipe de Dallagnol manteve conversas clandestinas com autoridades dos Estados Unidos e da Suíça, o que também é ilegal.

revista Veja publicou trechos das conversas na noite desta quinta-feira (28).

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.