O QUE BELÉM TEM QUE OUTRAS CAPITAIS NÃO TÊM? EDMILSON DO PSOL ELEITO PREFEITO CONTRA CANDIDATO BOLSONARISTA

ESQUERDA VENCE.

Candidato da PSOL superou Everaldo Eguchi (Patriota) por 26.628 votos e voltará à prefeitura de Belém após 16 anos

Catarina Barbosa
Brasil de Fato | Belém (PA) |

 

Ouça o áudio:

02:46
02:46

Download

Edmilson Rodrigues (PSOL) confirmou favoritismo e foi eleito prefeito da capital paraense – Edilson Moura

Edmilson Rodrigues (PSOL) foi eleito o novo prefeito de Belém, capital do Pará, superando o candidato do Patriota, delegado Everaldo Eguchi. O candidato da esquerda, que já foi prefeito entre 1997 e 2004, recebeu 390.723 (51,76%), enquanto Eguchi somou 364.095 votos (48,24%).

Foram computados 15.897 votos brancos e 29.295 nulos, somando 5,65%. No total, 209.721 de pessoas se abstiveram, o que representa 20,77% dos eleitores de Belém.

O candidato da esquerda foi eleito pela coligação “Belém de Novas Ideias” composta pelo PSOL, PT, PDT, PCdoB, PCB, UP e Rede. Ao votar, na manhã deste domingo (29), Edmilson disse que “Belém pode voltar a ser uma cidade que cuida bem da nossa gente”.

No primeiro turno, Edmilson Rodrigues teve 34,22% dos votos válidos e o delegado Eguchi (Patriota) 23,06%. No segundo turno a diferença se ampliou ainda mais. 

Quem é Edmilson Rodrigues (Psol)?

Edmilson Rodrigues tem 63 anos e uma extensa carreira política. Em 2018, o prefeito eleito foi o deputado federal mais votado do estado do Pará com 184 mil votos. 

Professor, arquiteto, autor de livros e doutor em geografia humana pela Universidade de São Paulo (USP), Rodrigues começou a trajetória como professor da rede pública estadual. Atualmente, é professor efetivo do Estado e também da Universidade Federal da Amazônia (UFRA).

Em 1996 foi eleito prefeito de Belém (1997-2000) e o primeiro a ser reeleito (2001-2004). A gestão de Edmilson marcou a história de Belém com grandes projetos e ações na capital, que são lembrados até hoje, entre eles, a maior revitalização já registrada no Ver-o-Peso, a primeira fase da macrodrenagem do Tucunduba e a macrodrenagem da Bacia do Una.

Outros feitos são: o prolongamento da Avenida João Paulo II; o Pronto Socorro do Guamá, orlas de Icoaraci e Mosqueiro, Aldeia Cabana, Ver-o-Rio, atendimento médico em casa com o programa Família Saudável, drenagem e pavimentação da Avenida Pedro Miranda e centenas de vias, assim como a reforma das Avenidas Almirante Barroso e da Augusto Montenegro, ciclovias e ciclofaixas pela cidade e dezenas de ações na área de assistência e educação reconhecidas e premiadas, como a biorremediação do aterro do Aurá.

Em reconhecimento pela gestão de excelência, Belém foi consagrada ao receber mais de 50 prêmios nacionais e internacionais, com destaque ao “Prefeito Criança”, recebido por três vezes.

Quem é Edilson Moura (vice-prefeito)?

Edilson Moura iniciou a atuação comunitária em plena ditadura militar, na década de 80. Após concluir as graduações em Educação Artística e Ciências Sociais, se engajou na defesa da educação de qualidade e de melhores condições salariais e de trabalho para os professores. 

De 2007 a 2010, foi Secretário de Cultura do governo do estado do Pará com a tarefa de fomentar e implementar a política cultural como um direito de todos. Foi deputado estadual (2011-2015) eleito em 2010 com mais de 32 mil votos. 

Em 2015 e 2016 desempenhou o cargo de delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) do Pará com o compromisso de promover a democratização do acesso à terra, a inclusão produtiva, a ampliação de renda da agricultura familiar e a paz no campo, fundamentais para se alcançar a soberania alimentar e o desenvolvimento econômico, social e ambiental do povo paraense e brasileiro.

Edição: Rodrigo Chagas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.