TOFFOLI SUGERE QUE MORO HUMILHOU INVESTIGADOS PARA “DESTRUIR A POLÍTICA” E SE CANDIDATAR À PRESIDÊNCIA

Publicado em 1 novembro, 2020.

Em apresentação na Universidade de Coimbra, em Portugal, Toffoli fez duras críticas à Lava Jato e ao ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro.

Ele sugeriu que Moro humilhou investigados publicamente para poder se candidatar à Presidência em 2022:

“Os exageros e abusos ocorridos eram exatamente esses: você vai no início de investigação e depois dá uma entrevista coletiva para execrar. E outra, várias dessas pessoas saíram e estão saindo para a política. Ou seja, estão deixando cargo na polícia, na magistratura, no Ministério Público, para disputar cargos políticos”.

Segundo ele, o PGR, Augusto Aras, já “recuperou mais valor para o Estado brasileiro do que todas as operações ocorridas no passado, incluindo a Lava Jato. Só que ele não faz pirotecnia, não faz propaganda disso”.

“Essas pessoas posam como heróis e são mordidas pela ‘mosca azul’ para serem candidatas, alguns até para a Presidência da República”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.