DEPUTADO CHAMA BOLSONARO DE “PSICOPATA” E DIZ QUE AMEAÇA A REPÓRTER É “CONFISSÃO DE CULPA”

0

Presidente disse que tem vontade de encher jornalista de “porrada” após pergunta sobre depósitos de Queiroz à primeira-dama; confira a repercussão

O novo ataque de Jair Bolsonaro à imprensa em que ameaçou um repórter do jornal O Globo tomou as discussões das redes sociais na tarde deste domingo (23). O assunto é o mais comentado do Twitter e a postura agressiva do capitão da reserva se tornou alvo de fortes críticas por parte de políticos da oposição.

“A vontade que eu tenho é de encher sua boca de porrada”, disparou o presidente, durante visita à Catedral de Brasília, na parte da tarde, após ser perguntado sobre os depósitos feitos Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro investigado pelo esquema de rachadinhas no gabinete do atual senador, na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro.

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA), ao comentar a agressão, chamou Bolsonaro de “psicopata” e avaliou que a atitude do presidente denota uma “confissão de culpa”.

“Bolsonaro mostra total desequilíbrio quando o assunto é a relação dele e familiares com Queiroz e milicianos. Uma espécie de confissão de culpa! Não é a boca da repórter do Globo que Bolsonaro quer encher de porrada; mas de toda a imprensa, de quem o incomode. Um ser violento, psicopata e covarde, eis quem hoje ocupa a presidência. Nunca a presidência da República foi tão humilhada por quem a ocupa”, pontuou.

“O medo de responder é tão grande que Bolsonaro quer silenciar quem o fiscaliza de toda forma… Ele vai dizer o mesmo à justiça?”, questionou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

“Qualquer pessoa com responsabilidade tem que servir exemplo na luta em defesa da democracia e da liberdade de imprensa. Imagine então o presidente da República? Quando ele diz que quer encher um jornalista de porrada, ele desrespeita a imprensa e incita o ódio e a violência”, escreveu, pelo Twitter, a ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS).

“Gravíssimo. Bolsonaro ameaça repórter ao ser perguntado sobre depósitos na conta da primeira-dama. Repete agressividade de Newton Cruz durante a ditadura. Na democracia, tal atitude não pode ser tolerada. Chega deste tensionamento diário. Fora Bolsonaro”, tuitou a deputada Maria do Rosário (PT-RS).

Confira outras repercussões.

Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.