FUNCIONÁRIOS DO BANCO MUNDIAL PEDEM SUSPENSÃO DE NOME WEINTRAUB

0

Brasília- DF. 11-12- 2019- ministro da Educação Abraham Weintraub durante depoimento na comissão de educação da câmara. Foto Lula Marques

 

Associação encaminha carta à comissão de ética criticando indicação de ex-ministro da Educação para ocupar diretoria da entidade

Indicação de Abraham Weintraub para o Banco Mundial tem repercussão negativa entre funcionários. Foto Lula Marques

Jornal GGN – A associação que representa os funcionários do Banco Mundial encaminhou uma carta à comissão de ética da entidade criticando o nome do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, indicado para ocupar uma cadeira na diretoria da instituição.

Em sua coluna no portal UOL, o jornalista Kennedy Alencar explica que todos os funcionários do banco receberam uma cópia da carta, e a repercussão da indicação de Weintraub pelo governo Bolsonaro tem sido muito negativa.

A carta afirma que muitos funcionários “ficaram profundamente perturbados” ao saber de diversas atitudes tomadas pelo ex-ministro, como o tuite de acusação racial que zomba do sotaque chinês e que culpa a China pelo novo coronavírus, além das declarações públicas contra a proteção dos direitos das minorias.

Embora afirmem que a indicação de Weintraub “tenha sido condenada por vários países clientes”, os representantes entendem que a escolha do diretor-executivo cabe apenas ao Brasil, solicitando de maneira formal a revisão dos fatos para suspender a indicação de Weintraub, e que o mesmo seja comunicado de que o comportamento pelo qual ele é acusado “é totalmente inaceitável nesta instituição”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.