GLENN REFORÇA AUTENTICIDADE DA VAZA JATO E RESPONDE ATAQUES SOBRE EDIÇÃO DO MATERIAL

0

Mais uma vez reforçando a autenticidade das informações que estão sendo divulgadas pelo The Intercept Brasil sobre o escândalo da Vaza Jato, o jornalista Glenn Greenwald destacou neste sábado (29), aos “que se apegam à última e desesperada tática de defender Moro”, que “vários meios de comunicação têm acesso e verificaram”; Glenn também respondeu a ataques sobre edição do material

247 – Mais uma vez reforçando a autenticidade das informações que estão sendo divulgadas pelo The Intercept Brasil sobre o escândalo da Vaza Jato, o jornalista Glenn Greenwald destacou neste sábado (29), aos “que se apegam à última e desesperada tática de defender Moro”, que “vários meios de comunicação têm acesso e verificaram”; Glenn também respondeu a ataques sobre edição do material:

Indagado por quê teria editado uma das imagens publicadas na última reportagem, questionamento feito inclusive pela procuradora Monique Cheker, que nesta manhã pediu aos seus seguidores que lessem “sobre o mais novo ‘erro’. Colocaram-me numa lotação que nunca estive”, Glenn explicou: 

O ministro da Justiça Sérgio Moro também foi na linha da procuradora, trazida à tona pelo site O Antagonista, mas Glenn novamente reafirmou sua posição dizendo que “Moro sabe o que fez. Ele apenas achou que sempre permaneceria em segredo. É por isso que muitos de seus apoiadores o abandonaram. E é por isso que ele está usando essa tática frívola de questionar a autenticidade do material que ele sabe é real: porque a conduta em si não tem defesa”, escreveu o jornalista.

Sergio Moro

@SF_Moro

A matéria do site, se fosse verdadeira, não passaria de supostas fofocas de procuradores, a maioria de fora da Lava Jato. Houve trocas de nomes e datas pelo próprio site que as publicou, como demonstrado por OAntagonista.

13 mil pessoas estão falando sobre isso

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.