Produção Afinsophia.org

                         COMEÇO DA GUERRA,

                                              Bertolt Brecht

“Quando a Alemanha estiver armada até os dentes

Uma grande injustiça lhe acontecerá

E o tocador de tambor fará sua guerra.

Vocês, porém, defenderão a Alemanha

Em terras estranhas, de vocês desconhecidas

E lutarão contra homens seus iguais.

O tocador de tambor soltará disparates sobre a liberdade

Mas a opressão sobre o país será sem igual.

E ele poderá vencer todas as batalhas

Exceto a última,

Quando o tocador de tambor perder a sua guerra

A Alemanha ganhará a sua”.

 

A atitude do artista é ler, compreender, projetar e ser vanguarda. Ver o futuro. E o escritor, artista, dramaturgo, encenador alemão, Bertolt Brecht, nascido em 1898 e pulado o muro em 1956 assim, viu o Nazismo de Hitler e de milhares de seguidores da suástica.

Neste poema “Começo da guerra” ele fala da Alemanha sob o Nazismo, o que ia acontecer com a política do tocador de tambor. A opressão sobre o país seria sem igual. Poderia vencer todas as batalhas, exceto a última quando a Alemanha ganharia sua.

A arte é intempestiva, atemporal, assim como as atitudes e atos humanos.

Mussolini, Hitler. Bolsonaro não chega aos pés de nenhum deles. Claro que todos são homens cruéis e atrasados com”profundas alterações onto e filogenéticas. Com alterações cerebrais,”como no manifesto sobre a Educação no movimento 15 de maio expressamos.

O desgoverno Bolsonaro vem se desmilingüindo desde a campanha. Nunca apresentou programa, projetos e planos. Não participou de nenhum debate porque desprovido de capacidade cognitiva e cola sobre os mais diversificados temas seria vencido facilmente. Simulou uma facada. Ficou internado.  E conhecedor da sua incapacidade de governar e sempre com o espírito belicoso se uniu ao “irmão” do norte e constituiu um governo militar. Nomeou para órgãos do governo mais de 100 militares. De general a cabo.

Incapaz de diálogo com o congresso,fez, colagens de projetos que entregam nossa soberania aos E.U.A  e aos grandes grupos do sistema capitalítico internacional para acabar com todos os direitos do trabalhadores com a desforma das leis trabalhistas e da previdência social. O filho Flávio e o Queiroz com as contas expostas agora é matéria da revista Veja acusado de desvio de dinheiro da Alerj, formação de quadrilha e milícia.

Orientado por um astrólogo percebemos que com a mistificação a questão do desemprego e os cortes de verbas da educação e de outros serviços essenciais nunca serão resolvidos  e a insatisfação do povo começa se manifestar nas ruas.

No dia 15 de maio”a comunalidade-deviriana da Potência-Multidão-Educação”foi às ruas contra tudo que Bolsonaro apresenta nesse 5 meses de desgoverno.

Perdido como”criaturas da zona escura”que são incapazes de perceber e criar usa twitter, fakenews, facada e agora carta apócrifa para dizer que o país é ingovernável, só atende à política das grandes corporações, os partidos não deixam governar e o que é pior,convoca a população de seguidores para uma manifestação no dia 26 de maio.

Já há mensagens de caminhoneiro ameaçando fechar o congresso nacional e interditar o STF.

Por isso, o título deste texto ser esse. Começa a guerra. Os movimentos sociais, centrais sindicais, UNE tem para este mês programações de greve, grandes manifestos e isso poderá ser um cenário, segundo Breno Altman, que pode haver rebelião popular.

E o próprio desgoverno é responsável por isso. Pois divulga texto apócrifo e dá margem para incentivar os que votaram se identificando com o da zona escura para fazerem uma marcha a Brasília contra o “sitema” (Editorial do Estadão). Isso é incentivar a população partir para o confronto.

E mais, nesse mesmo Editorial,o Estadão, hoje, afirma que o desgoverno de Bolsonaro prepara um golpe contra a democracia afrontando Congresso e Justiça diz o periódico conservador.

Por isso o Começo da guerra. Incapaz do uso racional devido”as atrofias estes homens atrasados não podem pensar humanamente e nem democraticamente, pois são reativos, mistificados e corrompidos.” Como nazistas, segundo Hannah Arendt, são um bando de homens desqualificados que procuram retirar dos outros seu sentido de realidade”

Começo da Guerra

Ps: as partes entre aspas foram capturadas do manifesto A educação e os homens cruéis e atrasados.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.