VOX POPULI: LULA FICA MAIS FORTE DEPOIS DA PRISÃO ILEGAL

PESQUISA

41% consideram que Lula foi condenado sem provas, 44% que a prisão foi injusta e 58% que ele tem o direito de ser candidato novamente à presidência
por Redação RBA publicado 17/04/2018 09h16, última modificação 17/04/2018 09h21
 
RICARDO STUCKERT/IL
Lula vox 

Pesquisa aponta que Lula recebe tratamento desigual por parte do Judiciário

São Paulo – Pesquisa do Instituto Vox Populi, realizada entre os dias 11 e 15 de abril, mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantém a liderança nas intenções de voto para a próxima disputa presidencial e amplia vantagem sobre os demais candidatos, mesmo após ter sido preso.

Segundo o levantamento, 41% dos brasileiros consideram que Lula foi condenado sem provas, 44% consideram que a prisão de Lula foi injusta e 58% acham que ele tem o direito de ser candidato à presidência da República.

Na pergunta espontânea sobre intenção de votos para presidente da República, Lula marcou 39% (eram 38% na pesquisa Vox de dezembro).

Nos cenários comparáveis de segundo turno, Lula marca 56% x 12% contra Geraldo Alckmin (PSDB)  – eram 50% x 14% em dezembro– , 54% x 16% contra Marina Silva (Rede) – antes 52% x 21% – e 54% x 20% contra Joaquim Barbosa (PSB) – eram 52% x 21%.

vox-espontanea

Segundo o diretor do Vox Populi, Marcos Coimbra, a pesquisa mostra que aumentou o sentimento de que o ex-presidente é vítima de uma injustiça e de que recebe um tratamento desigual por parte do Judiciário”.

A pesquisa constata o aumento da simpatia ao PT e a diminuição da rejeição a Lula. “A prisão de Lula, da forma como ocorreu, parece ter afetado a visão do cidadão comum, de forma a torná-la mais favorável ao ex-presidente”, avalia Coimbra.

Com informações da Agência PT de Notícias 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.