E AQUELE VÍCIO CHAMADO LULA? CONTINUA DISPARADO: TEM 41% DE ACORDO COM INSTITUTO DA DIREITA. GANHA DE TODOS ILUDIDOS GOLPISTAS

 Produção Afinsophia.

   Um sociedade jamais reflete os objetivos paranoicos dos meios de comunicação dominante que representam a classe burguesa-ignara. Não reflete esse estado paranoico ajornalístico, porque uma sociedade é constituída de uma subjetividade movente que produz seus próprios corpos alimentadores. No Brasil, essa subjetividade chama-se movimentos populares. Os corpos políticos-sociais que escapam da força capturadora dos estados paranoicos fomentados pelo delírio da semiótica do Estado capitalista paranoico.

    Fundidos em seus delírios paranoicos, meios de desinformação como a Rede Globo, Época, Globo, Folha de São Paulo, IstoÉ, Estadão, Veja e congêneres, desrealizados da objetividade, acreditam que podem impor na opinião pública seus discursos psicopatológicos para que seus interesses capitalistas se mantenham intocáveis. Fantasmático delírio: a objetividade é outra. A objetividade é a realização da vontade popular. O caso Lula mostra, de forma cristalina, essa realidade. A dor, o medo, a covardia, a estupidez não alteram a vontade popular.   

     A pesquisa publicada hoje pelo instituto, DataPoder360 reafirma essa realidade-populus que ensandece mais ainda as direitas golpistas. Lula dispara e alcança 41% da preferência do eleitor brasileiro vencendo os principais representantes da direita Alckmin, que fica com 28%, e o representante da extrema-direita, Jair Bolsonaro, que abiscoita mero 30%, tanto no primeiro turno como no sendo. E mais, o Sapo Barbudo enterra os dois até na Região Sudeste. Lula ficaria com 28% contra 25% do Chuchu. E mais do mais, quando a pesquisa perguntou sobre o fato de Lula ficar fora das eleições o número de “não voto ( indecisos, nulos, brancos, não sabe)” sobe para 46% e quando ele indicado como participante baixa para 26%. Coisa de Lula.

      A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 11 de dezembro e entrevistou 2.210 leitores em 117 municípios. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.