RASTEIRA DA CMM EMPRESARIAL DERRUBA PROJETO QUE RESTABELECERIA AS 120 MEIAS-PASSAGENS

Na covardia, na surdina, como sempre, na manhã de terça-feira passada (26), os vereadores da Câmara Municipal de Manaus, também conhecida como CMM Empresarial, derrubaram o início da tramitação do Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município (Lomam) nº 006/2009, de autoria do vereador José Ricardo (PT), que previa o retorno definitivo do direito à meia-passagem a todos os estudantes.

Quando houve as inúmeras manifestações dos estudantes, aterrorizados, vários vereadores, ao todo 17, assinaram pela tramitação do projeto, mas nessa terça-feira, quando os vereadores puxaram de surpresa a votação para o início da tramitação, somente 6 votaram a favor dos estudantes. Por isso José Ricardo faz um alerta a todos os estudantes e toda a cidade:

É preciso que toda a sociedade saiba que a Prefeitura irá regulamentar a lei que retira o direito à meia-passagem da maioria dos estudantes. O executivo municipal está indo na contramão daquilo que os estudantes e a sociedade manauense esperam do poder público.”

A postura dos vereadores, na verdade, não foi surpresa nenhuma, de longe (e também de perto) não é a primeira composição da CMM Empresarial que trabalha contra a comunidade e a favor do empresariado, principalmente nas questões envolvendo Acyr Gurgacz, o “vitalício prefeito de Manaus”.

Do jeito que vai, os estudantes terão que voltar novamente aos protestos, senão a redução das meias-passagens vai ser colocada em prática. Oficializada já está.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.