FIM DO PRAZO PARA ARROZEIROS DEIXAREM “RAPOSA SERRA DO SOL”

Hoje, dia 30 de abril, em meio a protestos e comemorações, termina o prazo para os arrozeiros deixarem a “Terra Indígena Raposa Serra do Sol”. Segundo alguns moradores da terra que terão que deixar a área, o tempo não foi suficiente para preparem suas saídas. De acordo com esta situação, apresentada por eles, suas afirmações é que não vão deixar a terra. “O arroz ainda não está no ponto para ser colhido, só depois do dia 15”, afirmou um proprietário.

Para o presidente do Supremo Tribunal Federal – STF, Gilmar Mendes, a permanência destes só será possível se o relator Aires Brito permitir prorrogar o prazo. Se não houver prorrogação, os arrozeiros serão retirados pela Polícia Federal.

A FAZENDA DEPÓSITO DE QUARTIERO

Segundo declarações de alguns visitantes à Fazenda Depósito, situada na terra indígena que ocupa 4,5 mil hectares, de propriedade do fazendeiro Paulo César Quartiero, o cenário é de total destruição. Por ordem do proprietário, que mandou não deixar nada para os índios poderem usar, os funcionários quebraram todos os objetos e feitorias da fazenda. “Tinha banheiro, quarto com ar-condicionado e poços artesianos. Tiramos tudo porque a cultura deles é ficar debaixo das malocas de palha e buscar água nos rios. Se querem viver isolados, não vão precisar dessa coisas”, afirmou o funcionário da fazenda, Anderson Borges, para finalizar, frustrado: “Infelizmente não deu para quebras as estradas”.

Para alguns funcionários das fazendas, suas condições de vida vão piorar, pois recebiam dois salários com direito a gratificações, e agora só vão receber o seguro desemprego. Todavia, o governo estuda planos de como modificar esta situação.

A ADMINISTRAÇÃO DO QUE RESTAR

Com a saída dos arrozeiros, o governo se disponibilizou a administrar o que restar nas terras. Vai fazer a colheita do arroz e cuidar do gado.

Quanto às benfeitorias que restarem, serão distribuídas entre os índios.

1 thought on “FIM DO PRAZO PARA ARROZEIROS DEIXAREM “RAPOSA SERRA DO SOL”

  1. o problema dos índios é que querem tudo na boca…por que não reivindicaram essas terras desde o início? agora que tá tudo prontinho para eles , querem as terras…será que eles moravam debaixo de pontes? ou na rua? creio que não pois o governo apesar de tudo consertaria uma situação dessas, sem falar que ao invés de ajudarem a economia do país assim como os arrozeiros, fazem é prejudicar, fecham estradas pedindo dinheiro da funai e etc…

Responder a Thiago Marães Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.