Adeus Amazônia: O Fórum Social Mundial dá os números
(e agenda da mobilizações para 2009)

A Assembléia das Assembléias, que fechou ontem à noite, no estádio da Universidade UFRA, a edição 2009 do Fórum Social Mundial, em Belém, no qual 30 grupos de trabalho temáticos apresentaram os resultados das suas actividades destes dias, as suas receitas Anti-crise e as prioridades para o ano novo, construído para a circulação altermondialista uma densa agenda da mobilizações em 2009.

Aqui estão alguns dos destaques:

  • 08 março – Dia dos Direitos da Mulher.

  • 14-22 março – Mobilização e Fórum paralelo ao Fórum Mundial da Água Itambul.

  • Começa 28 março, em Londres, a semana de ação a nível do G20

  • 30 março – Mobilização contra a guerra e a crise.

  • 30 março – Dia da Solidariedade com o povo palestino e ao investimento boicote dos produtos israelitas.

  • 04 abril – Dia de Ação no 60 º aniversário da NATO (OTAN).

  • 17 abril – Dia Internacional para a Soberania Alimentar

  • 01 Maio – Dia Internacional dos trabalhadores

  • Julho – Dias de Ação do G8 na Itália

  • 12 outubro – Dia Mundial de Ação para a Proteção da Mãe Terra, contra a mercantilização da vida.

  • 12 dezembro – Dia de Ação Global sobre a Justiça climatica em conferência de Copenhague sobre o clima.

TODOS OS NÚMEROS DO FÓRUM

Foram registradas 135 mil participantes do fórum, 15 mil no acampamento da juventude, 3 mil crianças em barraquinhas, para um total de un número total de cerca de 150 mil participantes.

5808 associações envolvidas, 489 da África, 119 da América Central, 155 da América do Norte, 4.193 da América do Sul, 334 da Ásia, 491 da Europa, 27 da Oceania. , que promoveram 2310 atividades autgestionadas.

4.830 eram voluntários, tradutores, técnicos e gestores do promotor para trabalhar por três dias, 5.200 expositores nas lojas, na solidariedade dos espaços de exposições e restaurantes, 200 eventos culturais,
1000 artistas que organizaram participações.

Massiva cobertura mediática do evento, acompanhado de Feira no que respeita à imprensa internacional: 800 jornais de 30 países foram credenciados para o Fórum; 4.500 jornalistas, profissionais da comunicação e mídia livres, 2500 que trabalharam nas salas da Universidade de Belém e 2 mil à distância, com apoio da comunicação do FSM.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.