KINEMASÓFICO APRESENTA: PRÍNCIPES E PRINCESAS, DE MICHEL OCELOT

A noite chega,

Deixando-nos viver

Nosso cinema imagiário.

Se você fosse isso,

Se você fosse aquilo,

Se você desenhasse,

Se você decidisse.

E se nós inventássemos,

E se nós atuássemos…

É hora da ação!

“E SE EU FOSSE UMA PRINCESA…”

Foi neste clima que sexta-feira (30/01/09), a AFIN, em sua sede, realizou mais uma sessão do Kinemasófico com o cinema Príncipes e Princesas (Princes et Pricesses, 1999), do animador francês Michel Ocelot.

Este cinema é composto por seis histórias criadas e encenadas por um velho e dois jovens, no seu “cinema imaginário”. Num trabalho considerado artesanal, por renunciar às tecnologias da indústria hollywoodiana de animação desde o seu primeiro longa-metragem Kirikou et la Sorcière (1998), Príncipes e Princesas tem como base e inspiração o teatro de sombras.

A festa contou com a participação das crianças da comunidade, que não se colocaram numa posição passiva diante da tela, mas que deram uma contribuição fundamental no desenvolvimento da atividade.

Após a pipoca e a conversa iniciais, as imagens começaram a ser projetadas.

O desenrolar das histórias causou espanto para alguns e estranhamento para outros, pois elas não se seguram numa moral – à la Bruno Bettleheim dos contos de fada – a ser interiorizada nas crianças, como parte da “educação exemplar”. Nas seis histórias contadas pelo autor Ocelot o fundamental é a quebra com os padrões disney estabelecidos, que geralmente se encontra nas infantilizadas imagens na tela da tv. Aqui não há exemplo para o caminho a ser seguido, nem o dualismo bem X mal, muito menos o padrão do amor nos contos de fada.

O Príncipe prefere a Bruxa, a Princesa beija o Príncipe e ele vira um sapo…

Após a projeção do cinema, a animação ficou por conta do afinado “tio” Biscoito e sua equipe, que chamou a criançada para criar seus desenhos a partir do que viram, sentiram e perceberam na exibição do cinema.


As crianças se sentiram à vontade e com autonomia, elas “têm a sua própria lógica, que nos escapa” (Truffaut), e na segunda parte da atividade – que seria um bate-papo sobre planos – quem deu a aula foram as crianças, os adultos apenas assistiram espantados tentando lembrar do tempo em que tinham facilidade para criar…

O “cinema imaginário” continuou rolando e as crianças apresentaram suas produções em meio ao furdunço de quem agora de certa forma saía do papel de invisibilidade para o primeiro plano em sua história.

A próxima sessão já está sendo organizada e faremos o anúncio no bloguinho. Lembrem-se que elas não estão restritas apenas aos comunitários do Novo Aleixo, convidamos pessoas de todos os bairros para participar deste encontro.

5 thoughts on “KINEMASÓFICO APRESENTA: PRÍNCIPES E PRINCESAS, DE MICHEL OCELOT

  1. a atividade que vcs desenvolven nas comunidades de manaus e uma possibilidade de mudança desta realidade pervesa que e essa cidade(que nao e cidade)para as crianças!parabens!Rubens-Bairro do multirao-Manaus.

  2. aconpanho o trabalho desenvolvido neste blog,deste quando surgiu e sinto falta dos temas sobre Cinema…pois sao bastante esclrecedores,mas essa esperiencia de uma nova percepçao visual para as crianças de manaus nao deve desaparecer,elas sao mas importantes que teorizar o Cinema!Geraldo-Acre.

  3. Amigo, Rubens/Bairro/Mutirão, não agradecemos tua compreensão sobre o Kinemasófico comunitário porque a tua observação já é a própria revelação de teu engajamento na certeza que as perscepções precisam mudar para que uma outra realidade seja construída.

    Abraços Kinemasóficos!

  4. Amigo, Geraldo-Acre, temos escrito alguns textos sobre cinema, entretanto tu tens razão quando afirmas que são poucos. Ao mesmo tempo crias acordos contigo quando afirmas que o importante é o trabalho com novas percepções, e com o bloguinho quando afirmas que o mais importante é continuar com o trabalho prático das projeções kinemazóficas.

    Abraços Kinemazantes!

  5. Bem, minha mãe é uma professora da educação infantil daqui do estado do Espirito Santo, e ultimamente esta muito interessada em mostrar esse filme para os alunos dela. Já procurei por ele e pelo filme ” As Aventuras de Azur e Asmar”, ambos filmes do mesmo autor, mas não consigo achar em lugar nenhum. Queria saber como posso adquirir eles.

    Muito obrigada pela atenção!

Responder a Afinsophia Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.