A VOZ DAS ETNIAS INDÍGENAS NO FÓRUM PAN-AMAZÔNICO

De todas as partes da América Latina, povos indígenas estão reunidos hoje, no pavilhão da UFRA, apresentando suas propostas para um mundo melhor.

A defesa da Amazônia, a crítica ao modo de produção capitalista e ao imperialismo panóptico dos estados pseudo-socialistas e liberais, o clamor por um estado democrático, são as pautas da campanha “POVOS INDÍGENAS NA AMAZÔNIA – Presente e Futuro da Humanidade”.

Na democracia indígena, que toca numa zona de vizinhança a democracia grega, a liberdade, a inteligência, o diálogo e a potência-povo predominam. É esta potência como linha intensiva da virtualidade que se atualiza ora no fórum, onde todos podem dar a sua contribuição e trocar informações, idéias, afetos, canções…

Essa prática que vem ocorrendo, de reflexão para salvar a natureza. Se você observar, as florestas que estão perservadas são as terras indígenas. Mas a todo momento os governos, os brancos continuam tentando acabar com tudo, devastar e deixar todos nós na miséria” (Gideão Aradium, de Santarém).

2 thoughts on “A VOZ DAS ETNIAS INDÍGENAS NO FÓRUM PAN-AMAZÔNICO

  1. “OCA” na ESTRADA
    de Pedro Gomes Moreira

    São construções que se destinam a serem ocupadas pelos índios que estão hoje a expor seus artesanatos à beira das estradas de forma bastante precária, com uma má qualidade de vida, com falta de proteção para os pequenos que brincam próximo as rodovias, além de trazerem uma melhora no visual, trazendo uma valorização do produto, do próprio ser humano e de seu habitat.
    Assim como avistamos as construções que comercializam produtos da colônia e servem de moradia aos pecuaristas e agricultores junto às estradas, este projeto pretende alcançar o mesmo propósito, comercializando os produtos indígenas de forma digna e valorizando a vida destes pequenos grupos, integrando-os de uma maneira mais sadia a sociedade.
    As construções devem permitir que os produtos sejam visualizados por aqueles que utilizam as estradas, deve ter área para estacionamento e ter, junto e esta, uma área destinada à moradia dos índios e ainda permitir a visitação as oficinas e o contato com a cultura indígena, formando assim uma aldeia com auto sustentação.
    Estas aldeias pequenas, seriam a união da moradia, do lazer, da cultura e do trabalho, trazendo proteção às crianças que estariam abrigadas e entretidas em atividades próprias, em áreas totalmente seguras, trazendo aos adultos o trabalho, o sustento e o crescimento da auto valorização provocado pela força que vem da total integração consigo, na sua comunidade e na sociedade.

    Data: 02/05/2009

    Obs: A seguir uma sugestão de projeto da Arq. Rosangela Macedo. Peço a todos que se sentirem tocados por este projeto que o levem adiante em suas cidades, em suas estradas, dando a sua contribuição para que esse sonho do amigo Pedro Gomes Moreira se torne realidade.

    Sugestão de projeto “Oca na Estrada”
    Arq. Rosangela Macedo

    Projeto Pronto- PP5

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.